Postadores do Mês
Lufa-lufa
000
Grifinória
000
Corvinal
000
Sonserina
000
Últimos assuntos
» Registro do Espelho do Destino
Qua 19 Abr 2017, 12:11 por Petra Kim DiNozzo

» Produtos
Ter 28 Mar 2017, 21:13 por Petra Kim DiNozzo

» Interior da Floresta Negra
Qui 16 Mar 2017, 23:00 por Circe, o Basilisco

» Cela 32
Qui 16 Mar 2017, 22:40 por Robert S. Winchester

» Entrada de Azkaban
Qui 16 Mar 2017, 22:40 por Circe, o Basilisco

» Escritório
Qui 16 Mar 2017, 14:41 por Emily R. Watsgrint

» Campo de Quadribol
Seg 13 Mar 2017, 16:18 por Isabella F. Highmore

» Corredores do Quinto Andar
Dom 12 Mar 2017, 22:27 por Emily R. Watsgrint

» Pedidos do RPG
Dom 12 Mar 2017, 21:28 por James C. Armstrong

Conectar-se

Esqueci minha senha

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 42 em Ter 17 Jun 2014, 19:05
Parceiros 2/44

Orla da Floresta Proibida

Novo Tópico   Responder ao tópico

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Alexia R. Watsgrint em Ter 06 Mar 2012, 17:01

Relembrando a primeira mensagem :

Floresta Proibida


Última edição por Alexia R. Watsgrint em Qui 19 Mar 2015, 15:22, editado 1 vez(es)
Hogwarts Direção
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 78
Casa:: Corvinal
Time: Canhões de Chudley

Alexia R. Watsgrint
http://acciohogwarts.forumeiros.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Lucca Van Razorback em Seg 30 Mar 2015, 16:50

i missed you
Aquela era uma noite diferente das outras, pois nela estava marcado o meu encontro com Alicia após o ocorrido na Sorveteria. Um dia atrás havia mandado uma carta para a mesma, dizendo que estaria na Floresta Proibida esperando-a, já que infelizmente seria o único local onde poderíamos ter momentos a sós fora dos finais de semana, e não aguentava mais um minuto sequer sem vê-la.

Assim que o Sol se pôs corri para fora do Ministério e vesti meu sobretudo negro, medida de precaução para que não fosse reconhecido, além de é claro ir num beco escuro antes de Aparatar. Cheguei à fronteira da floresta, o limite das barreiras de proteção de Hogwarts, o resto do caminho teria de ser percorrido a pé.

Conhecia o lugar como a palma de minha mão, não foi difícil achar o tronco de árvore caído que foi o centro de nossa primeira “colisão”, e lá estava ela, tão perfeita quanto me lembrava, sentada inocentemente meio a toda aquela imensa escuridão. – Que tipo de criatura perturbada marcaria um encontro numa região como está ? – Questionei ficando ao lado dela, abrindo um sorriso de modo espontâneo. – Deve gostar muito dele pra ter concordado com isso... – Terminei, colocando minha mão sobre a sua, apertando-a com força, como se pretendesse nunca mais solta-la.

Postando Com... Alicia ; Na... Floresta Proibida



Comensal │ Vice-Ministro | Sonserino │ Mestiço │ Alcoólatra
Lucca Van

Razorback
Ministerio Vice-Ministro
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa:: Sonserina
Time: Nenhum

Lucca Van Razorback

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Alicia De Ville em Seg 30 Mar 2015, 17:01

____________________________________________________________________________
Alicia

Floresta

Ergui a cabeça rápido ao ouvir a voz que se aproximava de mim, um sorriso se espalhou por meus lábios quando o vi em sua capa, como na primeira vez que o vi, suas palavras me fizeram rir gostosamente
- Posso garantir que gosto muito dos beijos dele... -senti ele pegar em minha mão e me levantei me jogando nos braços dele, estava morrendo de saudades -Agora resta saber se ele vai fazer valer a pena...
Não esperei que ele respondesse, como a garota impulsiva que sou o beijei me entregando aquele momento sem pensar em mais nada. Me afastei apenas quando o ar já me faltava e o olhei sorrindo, acariciei sei rosto, pensando em como ele tinha razão, eu de fato gostava dele, mas não falaria, não assumiria isso em voz alta.
O olhei de forma sapeca dando um sorriso de lado, extamente o mesmo rosto que minha tia dizia que eu fazia quando ia aprontar algo.
-Não conseguiu se manter longe por muito tempo... mas acho que se você não viesse eu seria obrigada a fugir e invadir o ministério..
Passei a unha pela nuca dele de leve, mordi o queixo dele de forma leve, droga eu não podia simplesmente me apegar a ele daquela forma, mas era impossivel não deixar que acontecesse.
- Como estão as coisas? Parece meio cansado...


Ela está vestidaASSIM
PS: Post Atemporal
CODED BY: IG de SA


Toda mulher tem um pouco....
De puta, de criança, de maluca.
Toda mulher tem um pouco de tudo
Numa única noite eu fui um pouco tudo, eu quis um pouco de tudo.
Alicia De
Ville


Legenda:

Minhas falas
"Pensamentos/leituras"
Ações
Sonserina
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 15
Casa:: Sonserina
Time: Vespas de Winbourne

Alicia De Ville

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Lucca Van Razorback em Seg 30 Mar 2015, 19:28

i missed you
Num movimento rápido ela se jogou sobre mim, e eu a aninhei em meus braços retribuindo a seus beijos intensos, fazendo com que ambos perdêssemos o folego. – Invadir o Ministério ? Suas expectativas sobre nós dois devem ser altas... – Sussurrei tornando a juntar nossos lábios, mordendo seu inferior meio a movimentos tênues.

Parei por um instante, fitando-a seriamente enquanto comtemplava seus olhos. – Esses últimos dias distantes da sua companhia foram horríveis, você mexeu comigo de uma maneira inexplicável Senhorita De Ville. – Não consegui evitar de soltar um leve sorriso ao citar aquelas palavras, era como se estivesse tirando um peso da consciência, preferia jogar limpo em relação a sentimentos já que teria de esconder inúmeros segredos referentes a minha vida “profissional”.

Senti as unhas de Alicia deslizando na minha nuca, e sua boca escorregando de forma amena pelo meu queixo, tudo tão aprazível que parecíamos estar conectados. – Pelo contrário, a tempos não fico vivaz desta maneira. – Respondi num tom de brincadeira, acariciando a cintura dela delicadamente à medida que falava. – E os seus estudos, estão correndo bem ? – Ia descendo com beijos suaves pelo seu pescoço, terminando com um no ombro direito.

Postando Com... Alicia ; Na... Floresta Proibida



Comensal │ Vice-Ministro | Sonserino │ Mestiço │ Alcoólatra
Lucca Van

Razorback
Ministerio Vice-Ministro
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa:: Sonserina
Time: Nenhum

Lucca Van Razorback

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Alicia De Ville em Ter 31 Mar 2015, 13:26

____________________________________________________________________________
Alicia

Floresta

Dei de ombros ainda com um sorriso quando ele falou sobre minhas expectativas, eu não sabia dizer quais eram minhas expectativas, apenas que realmente havia sentido falta dele pelo período que nos mantivemos longe. Não parecia que eu o conhecia a tão pouco tempo...
- Na verdade eu nem mesmo sei o que esperar de nós dois...
Optei pela resposta mais simples e mais sincera, e a que não exigiria explicações, era tudo complicado de mais, e eu sabia disso, tinha essa consciência.
Não que eu fosse o tipo de menina que cora a toa, ou timida, mas a fala dele me pegou de surpresa, corei um pouco deitando a cabeça no ombro dele, permitindo assim que meu rosto se escondesse por breves momentos enquanto eu respondia com a voz baixa.
- Acho que deveria saber que o mesmo aconteceu comigo Sr. Razorback...
Aquele sorriso era tão perfeito, me perdia nele sempre, era como se iluminasse o rosto dele, mostrando algo que em geral se mantinha escondido atrás de um muro cuidadosamente construído e mantido. As palavras dele me pareciam tão sinceras, era quase impossivel não me deixar levar por aquilo que sentia.
As caricias dele eram doces e delicadas, e eu adorava senti-las, me sentia querida nos braços dele, como não podia ser em outro lugar. Mordi o lábio inferior ouvindo a resposta dele, e logo sua pergunta veio, edmorei um pouco a responder, sentindo os lábios dele por meu pescoço, até chegar ao meu ombro, suspirei, aquilo era tão bom.
- Creio que sim... principalmente quando ignoramos o fato de que minha varinha deveria ser aposentada...
Falei rindo um pouco, eu era um desastre com a varinha, mas estava treiando e esperava que melhorasse, dei um selinho nele como alguém podia fazer com que eu me sentisse tão bem apenas por ser eu mesma?


Ela está vestidaASSIM
PS: Post Atemporal
CODED BY: IG de SA


Toda mulher tem um pouco....
De puta, de criança, de maluca.
Toda mulher tem um pouco de tudo
Numa única noite eu fui um pouco tudo, eu quis um pouco de tudo.
Alicia De
Ville


Legenda:

Minhas falas
"Pensamentos/leituras"
Ações
Sonserina
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 15
Casa:: Sonserina
Time: Vespas de Winbourne

Alicia De Ville

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Lucca Van Razorback em Ter 31 Mar 2015, 19:09

i missed you
Não conseguia tirar os olhos de seu rosto por nenhum segundo sequer, estavam tão presos a ela quanto meu coração. Percebi que suas palavras eram sinceras, apesar de não me contarem tudo que escondia, até porque, não precisava saber de tudo, apenas que os meus sentimentos eram correspondidos.

- Não pode ser tão ruim... Mas se quiser posso te dar algumas dicas. - Disse num tom de brincadeira, recordando-me das péssimas notas que obtinha em Hogwarts. Aconcheguei o rosto de Alicia em meu ombro, passando os dedos entre os fios de seu cabelo, tão brilhantes que ofuscavam o cenário ao redor. – Estou inseguro quanto a uma coisa... – Sussurrei dando inicio a mais uma oratória. – Nós nunca esclarecemos qual o grau da nossa relação, e eu juro que nada me deixaria mais feliz do que ter você só pra mim Senhorita De Ville. – Aquilo saiu de modo tão repentino que eu mesmo me assustei.

Aparentemente foi a maneira mais discreta que encontrei para propor uma relação exclusiva, tenho de admitir que raramente chego a esse nível, porém com Alicia tudo era diferente, e não poderia me dar ao luxo de perde-la.

Postando Com... Alicia ; Na... Floresta Proibida



Comensal │ Vice-Ministro | Sonserino │ Mestiço │ Alcoólatra
Lucca Van

Razorback
Ministerio Vice-Ministro
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa:: Sonserina
Time: Nenhum

Lucca Van Razorback

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Alicia De Ville em Qui 02 Abr 2015, 08:22

____________________________________________________________________________
Alicia

Floresta

Fui obrigada a rir um pouco quando ele disse que eu não podia ser tão ruim. Eu era péssima, em feitiços e DCAT, o que não me fazia diferença, já que eu era boa em poções e nas outras matérias, o que compensava, mas apenas sorri.
- Você de professor particular... isso me soa muito bem.
Falava em tom de brincadeira. Me deixei levar deitando a cabeça no ombro dele, escondendo o rosto na curvadura de seu pescoço, o sue perfume me envolvendo e as caricias me faziam tão bem. Poderia ficar ali, naquele silêncio comodo sem me importar com mais nada.
As palavras dele me pegaram de surpresa, paralisei por alguns segundos pensando no significado daquelas palavras, e tinha certeza que exclusividade era uma ótima ideia, odiaria saber que o dividia com alguém, sorri ainda com o rosto no pescoço dele dando beijos ali.
- Adoraria tê-lo apenas para mim também Senhor Van Razorback. -Ergui a cabeça o olhando mais uma vez e sorrindo de lado- Eu preciso saber que você é meu como sou sua. Não vou lhe pedir que me assuma como namorada, sei as implicações que isso poderiam ter, mas creio que uma relação de exclusividade nos faria muito bem...
Claro que eu queria namora-lo, dizer a todos que ele era meu, tal como sou dele, que nenhuma outra poderia tocá-lo como eu, ou sentir o suave gosto de seus lábios, ou abraçá-lo e receber suas caricias e toques, mas sabia também que ele poderia ter problemas sobre isso, não queria dar a impressão de pressioná-lo. Aquela foi minha forma discreta(ou não tão discreta assim) de dizer que não queria ter que dividi-lo.
- Você me estragou para outros rapazes, não quero ninguém além de você...
Deitei mais uma vez a cabeça em seu ombro, abraçada a ele, permitindo que minha mão acariciasse seu braço.


Ela está vestidaASSIM
PS: Post Atemporal
CODED BY: IG de SA


Toda mulher tem um pouco....
De puta, de criança, de maluca.
Toda mulher tem um pouco de tudo
Numa única noite eu fui um pouco tudo, eu quis um pouco de tudo.
Alicia De
Ville


Legenda:

Minhas falas
"Pensamentos/leituras"
Ações
Sonserina
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 15
Casa:: Sonserina
Time: Vespas de Winbourne

Alicia De Ville

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Lucca Van Razorback em Qui 02 Abr 2015, 15:56

i missed you
Sentia a cabeça de Alicia se repousando sobre meu ombro, deixando o doce aroma de seus cachos refrescando meu olfato. – Estraguei ? Azar o deles, sorte a minha. – Não consegui evitar de sorrir abertamente com a resposta que recebi, saber que a teria só pra mim me trazia um alivio enorme, até porque não podia competir com alunos de Hogwarts sem acrescentar mais um item a extensa ficha criminal que aguardava-me no futuro.

Acariciava sua nuca confortando-a, enquanto a outra mão envolvia sua cintura de modo protetor, como se estivesse pronto para atacar qualquer male que a espreitasse. – Eu não me importo se descobrirem, ninguém teria a audácia de nos afastar... – Falei completamente seguro, ela poderia não fazer ideia, porém nossa relação vir à tona era o menor dos meus problemas.

Mordisquei o lóbulo de sua orelha de leve, sussurrando em seguida. – Talvez se eu tivesse te conhecido antes... Minha vida teria tido um outro rumo... – Não esperava que Alicia entendesse a mensagem daquela frase, mas já me contentava por ter dito aquilo, como se aos poucos fosse abrindo-me e revelando os segredos mais obscuros que ocultava em minha mente.

Fitava-a com avidez, puramente por instinto, como se meus olhos a seguissem constantemente para onde quer que ela fosse, jamais ficara assim por outra mulher.

Postando Com... Alicia ; Na... Floresta Proibida



Comensal │ Vice-Ministro | Sonserino │ Mestiço │ Alcoólatra
Lucca Van

Razorback
Ministerio Vice-Ministro
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa:: Sonserina
Time: Nenhum

Lucca Van Razorback

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Alicia De Ville em Seg 06 Abr 2015, 13:05

____________________________________________________________________________
Alicia

Floresta

Ri um pouco com a brincadeira dele, não sabia se era tanta sorte assim, já que nada me tirava da cabeça que ele (e eu) teria problemas por causa disso que tínhamos, mas se ele estava disposto a enfrentar, eu também estava. Nunca tinha sido uma menina assustada e não começaria a ser naquele momento, não mesmo, por ele valia a pena.
Sua caricia e a forma como envolvia minha cintura me fazia sentir-me segura com ele, como se apenas afirmasse ainda mais para mim que ele seria meu porto seguro, suas palavras eram seguras, não deixavam dúvidas, sorri ainda com o rosto escondido em seu pescoço.
- Quando fala assim, me soa tão seguro, que realmente acredito no que diz.
Minha voz não foi muito mais alta que um sussurro, mas eu tinha certeza que ele tinha ouvido, e orava, a quem quer que fosse, que não deixasse que alguém tentasse nos separar.
Me encolhi um pouco sentindo a leve mordida que me fez ter um leve arrepio, as palavras dele me deixavam confusa, que outro rumo? Ele me parecia tão bem que não podia imaginar o que ele mudaria.
- E isso é algo bom?
Afastei minha cabeça de seu ombro e o olhei nos olhos tentando desvendá-lo, eu queria poder descobrir os segredos dele, ao mesmo tempo que não me importava com eles, não faziam diferença para mim, nada que tivesse vindo antes de mim me afetava. Eu estava realmente me deixando levar, me deixando entregar a ele, e isso fazia com que eu confiasse nele.



Ela está vestidaASSIM
PS: Post Atemporal
CODED BY: IG de SA


Toda mulher tem um pouco....
De puta, de criança, de maluca.
Toda mulher tem um pouco de tudo
Numa única noite eu fui um pouco tudo, eu quis um pouco de tudo.
Alicia De
Ville


Legenda:

Minhas falas
"Pensamentos/leituras"
Ações
Sonserina
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 15
Casa:: Sonserina
Time: Vespas de Winbourne

Alicia De Ville

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Lucca Van Razorback em Seg 06 Abr 2015, 14:17

i missed you
Ouvir da mesma que o que sentia era reciproco tornou tudo mais colorido, dando vida até aquela floresta fria e vazia a nossa volta. Não sabia mais o que dizer, e pensando bem, nem precisava dizer mais nada, ficar ali parado apreciando cada mínimo traço de seu rosto enquanto nossos lábios se tocavam parecia-me o correto a se fazer.

Sorri por um segundo, ainda encarando-a. – Eu te convidaria para um jantar em família, porém vivo praticamente sozinho... Já que moro apenas com minha irmã mais nova, e a outra está em Hogwarts... – Não podia nem imaginar o que Dakota diria sobre esse relacionamento, provavelmente um sermão, ou na melhor das hipóteses, brincaria com o fato deu finalmente ter arranjado alguém.

- Acho que está ficando tarde, deveria voltar para a escola, faço questão de lhe acompanhar.- Disse seguro, ignorando os possíveis conflitos que isto traria. - Bom, de qualquer forma, ainda está em tempo de fugir comigo. – Brinquei, insinuando um pouco de verdade na frase. Acariciava as mãos dela desejando-a cada vez mais conforme os segundos se passavam, seus olhos azuis pareciam brilhar mais intensamente que o comum, deixando-me claramente vidrado.

Postando Com... Alicia ; Na... Floresta Proibida


Última edição por Lucca Van Razorback em Qua 08 Abr 2015, 17:59, editado 1 vez(es)



Comensal │ Vice-Ministro | Sonserino │ Mestiço │ Alcoólatra
Lucca Van

Razorback
Ministerio Vice-Ministro
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa:: Sonserina
Time: Nenhum

Lucca Van Razorback

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Alicia De Ville em Seg 06 Abr 2015, 14:41

____________________________________________________________________________
Alicia

Floresta


- Eu não preciso saber de tudo. Confio em você... Sei que se pudesse me contaria, mas me contento apenas em saber aquilo de que preciso se isso o mantiver perto de mim.
As palavras fluiram de forma sincera, era verdade, eu não precisava saber se fosse afastá-lo de mim, se antes eu tinha essa necessidade de descobrir, ela se foi quando percebi que só queria que ele ficasse comigo.
Parei o olhando sem reação quando ele se declarou para mim, podia perceber em seus olhos que buscava minha reação, mas eu não sabia como reagir aquilo, as palavras sumiram, eu não sabia como responder aquilo, eu sabia que estava apaixonada, sabia o quando o queria junto a mim, mas ao ouvir que ele sentia o mesmo por mim, as palavras me deixaram.
- Lucca...- o nome dele saiu por meus lábios em um sussurro, sorri em alegria, droga eu parecia uma... não, eu era uma adolescente apaixonada- Você conseguiu o que tentei evitar, me fez me apaixonar por você, mas saber que sente o mesmo é tão... Não ligo se isso tudo é estupido, louco, ou seja la o que for, eu.... eu quero me deixar viver isso.
o olhei nos olhos, as palavras saiam como um turbilhão, e não sabia bem o que devia ou não dizer, pela primeira vez eu deixava alguém saber realmente o que eu sentia, e ficava feliz que fosse ele. Aproximei meus lábios dos dele dando um selinho suave e logo aprofundando para um beijo, o abracei envolvendo meus braços por seu pescoço, nada mais existia ali, não naquele breve espaço de um beijo.



Ela está vestidaASSIM
PS: Post Atemporal
CODED BY: IG de SA


Toda mulher tem um pouco....
De puta, de criança, de maluca.
Toda mulher tem um pouco de tudo
Numa única noite eu fui um pouco tudo, eu quis um pouco de tudo.
Alicia De
Ville


Legenda:

Minhas falas
"Pensamentos/leituras"
Ações
Sonserina
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 15
Casa:: Sonserina
Time: Vespas de Winbourne

Alicia De Ville

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Lucca Van Razorback em Qua 08 Abr 2015, 17:59

i missed you
Ouvir da mesma que o que sentia era reciproco tornou tudo mais colorido, dando vida até aquela floresta fria e vazia a nossa volta. Não sabia mais o que dizer, e pensando bem, nem precisava dizer mais nada, ficar ali parado apreciando cada mínimo traço de seu rosto enquanto nossos lábios se tocavam parecia-me o correto a se fazer.

Sorri por um segundo, ainda encarando-a. – Eu te convidaria para um jantar em família, porém vivo praticamente sozinho... Já que moro apenas com minha irmã mais nova, e a outra está em Hogwarts... – Não podia nem imaginar o que Dakota diria sobre esse relacionamento, provavelmente um sermão, ou na melhor das hipóteses, brincaria com o fato deu finalmente ter arranjado alguém.

- Acho que está ficando tarde, deveria voltar para a escola, faço questão de lhe acompanhar.- Disse seguro, ignorando os possíveis conflitos que isto traria. - Bom, de qualquer forma, ainda está em tempo de fugir comigo. – Brinquei, deixando um pouco de verdade na frase. Acariciava as mãos dela desejando-a cada vez mais conforme os segundos se passavam, seus olhos azuis pareciam brilhar mais intensamente que o comum, deixando-me claramente vidrado.

Postando Com... Alicia ; Na... Floresta Proibida



Comensal │ Vice-Ministro | Sonserino │ Mestiço │ Alcoólatra
Lucca Van

Razorback
Ministerio Vice-Ministro
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa:: Sonserina
Time: Nenhum

Lucca Van Razorback

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Luck (Fortuna in Ludis) em Qui 25 Ago 2016, 11:16


Novo Recomeço

História

Explicaçao

Olá Convidado,

A quinze anos atrás o mundo bruxo conheceu uma força destrutiva tão grande, tão poderosa e tão cruel quanto o lendário lorde Voldemort. Um novo lorde das trevas surgia, Lord Antony Darligulv, Antony, que outrora fora um estudante em Hogwarts e um dos melhores amigos daqueles que se tornariam Ministro e Diretora de Hogwarts, Albert e Alexia, se desviou dos ensinamentos de Hogwarts, aprofundando-se em uma busca por poder e conhecimento negro, cada vez mais inclinando-se às trevas.
Após se formar Antony decidiu partir em busca dos antigos manuscritos de Lord Voldemort, revivendo o termo Comensais da Morte e mergulhando o mundo em uma nova era de trevas. Antony em sua busca por controle sobre o mundo bruxo desafiou seus antigos amigos, o Ministro da Magia Albert W. McAlister e a Diretora de Hogwarts Alexia R. Watsgrint, embora diversos embates tenham ocorrido, jamais houvera um vencedor.

(...)

Não se sabe o que causou a queda das proteções de Hogwarts, mas é de conhecimento geral o que ocorreu após isso. Com a queda de seus feitiços e rituais de proteção Hogwarts fora atacada pelo temível Lord Antony Darliguv e seus cruéis Comensais da Morte. Após o ataque ao Ministério da Magia Inglês, que levou o bruxo Gerard Guinever, bruxo que fora considerado o Bruxo deste Milênio, a morte.
Antony invadiu Hogwarts, uma invasão que custou caro ao mundo bruxo. Durante a invasão que entrou para os livros de história como o maior massacre do mundo bruxo, Lord Darligulv e seus Comensais findaram com um incontável números de vidas. Alunos, funcionários e professores pereceram pelas mãos do Lorde e seus seguidores. Em um último embate o Ministro da Magia, Albert W. McAlister, caiu perante a varinha do Lorde das Trevas, após a queda de Albert, Antony partiu em busca de sua última grande inimiga, a Diretora de Hogwarts, Alexia R. Watsgrint.
O duelo entre Alexia e Antony causou uma destruição imensa em Hogwarts, bem como a morte de muitos alunos em meio ao processo. Após o fim do duelo o Lord Antony Darligulv caiu perante a varinha de Alexia, com a queda do lorde os Comensais que o acompanhavam foram sendo derrotados rapidamente, não deixando outra alternativa aos que sobreviveram senão fugir de Hogwarts.
Um último Comensal, John B. Smooken, braço direito do Lord Antony Darligulv, confrontou Alexia pela morte de seu mestre, em meio ao duelo, quando a vitória do comensal parecia certeira, uma chama de esperança surgiu, Robert S. Winchester interveio, matando o comensal e salvando a vida de Alexia. Após o ataque Robert simplesmente desaparecera sem deixar qualquer vestígio, ignorando até mesmo os agradecimentos de Alexia ou do mundo bruxo.

(...)

Um ano após o impetuoso ataque, entre reformas e construção de novos meios de proteção, Hogwarts finalmente estava pronta para receber alunos novamente. Agora vinha a parte mais difícil, que era convencer os bruxos de todo o mundo que Hogwarts era um lugar seguro para as crianças de todo lugar. Embora Alexia Robb Watsgrint conseguisse provar que Hogwarts estava novamente apta a abrir as portas e receber alunos, ainda existem aqueles que desconfiam de tal coisa.



Staff
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Nenhum

Luck (Fortuna in Ludis)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Robert S. Winchester em Qua 09 Nov 2016, 09:08

Robert S. Winchester
Marie R. Stonkovick
Nathalie H. Monreal
Outro
Outro
Pensamentos


"Eu não quero fazer coisas boas...Quero fazer coisas grandiosas!"

"Irmã"


Toda a situação envolvendo os Comensais fora mais estressante do que eu imaginei que seria, de modo que quando a reunião acabou estava tarde e eu estava exausto demais para aparatar para Hogwarts, então decidi dormir esconderijo. O Sol sequer havia saído quando eu aparatei para o castelo, minha cabeça estava cheia e eu não havia decidido o que fazer, ou como seguir, com meus p planos, mas no fim Nathalie estava certa, jamais seria respeitado nas trevas ou me tornaria grandioso na luz se permanecesse pulando de um terreno no outro, em algum momento eu realmente teria que me decidir. Bufei, embora não quisesse concordar, aquilo era um fato, eu precisava uma saída, e precisava urgentemente.
Olhei para frente, não muito longe de onde eu estava consegui ajustar Marie. Aquilo apenas me frustrou, embora Marie tivesse evoluído com relação ao passado ela ainda estava longe de ser grandiosa a ponto de controlar os Comensais, e o retorno dela para Hogwarts parecia estar atrasando ainda mais sua evolução. Fechei a cara e caminhei até ela.
Por sorte Marie estava sozinha, assim que me avisou se aproximando ela olhou ao redor, para confirmar se realmente estava sozinha, depois sorriu. Ao ser aproximar de mim ela notou meu bom humor, ela parou e me encarou.
- Irmão... Não está com uma cara m muito feia para quem passou a noite na rua?  
- Não está contente demais para alguém que viu o que ocorreu ontem? - ela sorriu e dei de ombros, a encarei, era óbvio que a reaproximação dela com James, bem como os outros alunos a estavam atrapalhando - Você não parece entender minha irmã... Um ataque sem consentimento de um de nós dois significa desobediência.... Desobediência gera desordem... E desordem sempre acaba em morte! - a encarei e sorri - É chegada a hora do seu treinamento continuar... Então vamos ver o quão forte você se tornou minha irmã... - ela me encarou sem entender, respirei fundo, Marie deveria ser a lady das trevas, controlar trevas e me permitir controlar a luz, com isso nós dois controlaríamos completamente o mundo bruxo, de modo que logo todo o mundo, de fato, estaria sob nosso controle - Quero que mate Patrícia Aslan! Se o fizer verei que não desperdicei meu tempo treinando alguém que jamais poderá assumir o lugar de nosso pai! - a encarei e sorri - Acha que consegue completar uma tarefa simples assim querida irmã?





ɸ Slytherin ɸ

Robert S. Winchester
Monitor Sonserina
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 26
Casa:: Sonserina
Time: Morcegos de Ballycaste

Robert S. Winchester

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Marie R. Stonkovick em Sab 12 Nov 2016, 12:40

AfterMission
Hunger part 2
Marie
Robert
James  
Chad
No meu caminho para a floresta proibida fiquei pensando se Robert não entraria em contato, ou se eu é quem deveria chama-ló pelo colar, mas de todas as vezes que eu o vi ele não o estava usando então não chamaria. Estava perto da entrada para a floresta quando avistei Robert na orla, olhei para frente cogitando seguir em frente mas o mesmo já havia me visto então fui até ele. - Irmão... Não está com uma cara  muito feia para quem passou a noite na rua? - disse tentando quebrar seu péssimo humor que exalava pelo seu olhar. Ele disse algo sobre o baile e sobre eu estar contente demais com aquilo, confesso que aquela desordem o fez parecer fraco para mim quando ele não consegue controlar seus próprios aliados. - Você não parece entender minha irmã... Um ataque sem consentimento de um de nós dois significa desobediência.... Desobediência gera desordem... E desordem sempre acaba em morte! - continuei sorrindo enquanto continuava a ouvir Robert dizer que meu treinamento deveria continuar, meu sorriso foi sumindo, sem entender.

Ele ficou em silencio, assim como eu. Eu nunca sabia o que Robert queria realmente de mim, afinal nunca tivemos uma conversa franca sobre minha relação com as trevas - Quero que mate Patrícia Aslan! Se o fizer verei que não desperdicei meu tempo treinando alguém que jamais poderá assumir o lugar de nosso pai! - engoli em seco suas palavras - Acha que consegue completar uma tarefa simples assim querida irmã? - continuei o encarando, pensando em como eu poderia me sentir após matar alguém, é claro que já fiz isso antes, mas não apenas por matar, mas para me alimentar, sobreviver e matar Patricia apenas para me provar para Robert com certeza me traria um sentimento novo e por mais que eu tivesse um pouco de medo eu deveria me tornar o que ele quisesse. E então olhei fundo nos olhos de Robert e de alguma forma pude sentir que ele tinha mesmo a escuridão das trevas em si e era melhor eu não confronta-lo - Como quiser MiLord - dei um passo para trás, tentei não demonstrar o medo que passara por mim, que me fizera ter alguns calafrios. - Eu vim caçar, gostaria de saber se pode me levar para algum vilarejo aqui perto, sabe que sangue animal não me sustenta por muito tempo quanto o sangue humano, e creio que não vai querer que Patricia apareça com mordidas de vampiro, e com a nossa medi bruxaria chegariam rapidamente ao dono das mordidas e então eu seria no mínimo morta, MiLord - ele me olhou inexpressivamente o que fez passar mais duzentos tipos diferentes de calafrios pelo meu corpo.







Just come to make me feel alive
- 15 - Come make a mess with me
Corvinal
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 14
Casa:: Corvinal
Time: Morcegos de Ballycaste

Marie R. Stonkovick

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Chad F. Highmore em Ter 15 Nov 2016, 18:26

Na madrugada Abandonada
Would you let me lead you even when you're blind?

Sai de minha comunal em meio a madrugada estava com sempre fome e talvez seria o ideal ir comer algo na cozinha pensei ja nos corredores passando pela passagem para a mesma tocando de leve a maçaneta escondida e assim abrindo a mesma. Assim que entrei pude ver em um canto os elfos dormindo. Na ponta do pe abri a geladeira magica que esfriava sem estar em uma tomada e peguei um achocolatado que tinha la dentro.

Me encaminhei para fora da cozinha em silencio com a caixa de achocolatado  em mãos. Assim que saiu pude ver de longe os cabelos loiros sando pela porta principal do castelo. Primeiramente pensei ser Natasha mas depois pela altura cheguei a conclusão de que era Marie, soltei um leve sorriso curioso começando a andar atras da mesma sem que ela me percebesse. Uma pena foi ter me perdido na hora que entrei na floresta proibida ao segui-la

Comecei a procurar por suas pegadas na orla da floresta, nao sabia o que a mesma estava a fazer ali mas pretendia procurar por apenas mais alguns minutos se nao iria voltar. - Você precisa ficar aqui! Se alimente de animeis e se controle... Acredito que você seja uma excelente vampira e isso nao deve ser difícil para você - Falou uma voz em alto tom o que me chamou a atenção., fui me aproximando mas quando cheguei ao local apenas vi os cabelos de Marie

Ela olhava na direcao que eu deduzi ser a qual a pessoa de quem eu ouvi a voz, na qual nao consegui identificar, havia ido. Me enconstei em uma das arvores atras dela com um sorriso preso ao rosto ao acabar de descobrir um grande segredo da mesma. - Entao voce e uma vampira ham! Quem diria - Falei para a mesma que se virou na mesma hora assustada e falou ou fez algo.  

Eu - Emily - legenda


Thanks to Evil Queen
Monitor Lufa-Lufa
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa:: Lufa-lufa
Time: Nenhum

Chad F. Highmore

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Marie R. Stonkovick em Qua 16 Nov 2016, 18:24

AfterMission
Hunger
Marie
Robert
James  
Chad
Eu estava tentando convencer Robert a me deixar sair de Hogwarts para caçar, eu estava cansada e ferida precisava recompor minhas energias e um esquilo na floresta proibida não iria ser o suficiente. - Qual é, por favor - olhei para ele com um brilho nos olhos quase que implorando - Você precisa ficar aqui! Se alimente de animeis e se controle... Acredito que você seja uma excelente vampira e isso nao deve ser difícil para você - eu bufei e bati o pé no chão, odiava quando ele me negava minha caça humana. Eu empurrei meu irmão para trás de uma arvore e o encarei - Você não entende não é? Depois que permitiu que eu me alimentasse de sangue humano sangue animal não me sacia mais e se não estiver aqui em uma hora eu fujo da escola e você só vai saber onde eu vou estar pela trilha e corpos que eu vou deixar por cada vilarejo que eu passar - olhei para ele, ele sabia que eu era bem capaz de fazer isso e então ele aceitou minha condição e disse que me levaria para caçar - agora vai antes que alguém veja você - eu disse e fiquei olhando Robert desaparecer entre as arvores para sair mais perto da escada que dará acesso a entrada do castelo. - Então você e uma vampira ham! Quem diria.

Me virei rapidamente para ver quem havia dito aquilo, e me deparei com Chad. - O que é que você está fazendo aqui garoto? - eu andei em direção do mesmo que recuou alguns passos rindo do meu susto, mas aquilo não era engraçado já que estava difícil manter minha sanidade na escola com vários humanos em volta - Mariezinha você não vai nem tentar negar? Quem estava ali com você? - ele me provocou e então decidi encurrala-lo. Em meio segundo ele estava entre mim e uma arvore qualquer - Não posso negar a verdade e quem estava ali comigo é alguém que pode me tirar e me colocar aqui dentro desta escola sem o conhecimento de ninguém, bom agora o seu mas você não vai falar nada porque vampiros se alimentam de sangue, o eu sinto que o seu sangue pode ser bem doce - o encarei mostrando meus caninos afiados - Então me responde. O que está fazendo aqui essas horas? - ele me encarou e bateu no meu braço para que o deixasse sair.







Just come to make me feel alive
- 15 - Come make a mess with me
Corvinal
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 14
Casa:: Corvinal
Time: Morcegos de Ballycaste

Marie R. Stonkovick

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Dakota Schwartz-Bélanger em Qui 17 Nov 2016, 11:10

— spooky time




Depois de longos minutos de caminhada e corrida (como é que elas iria adivinhar que alguns monitores estavam acordados?), parecia que finalmente haviam chegado na tal floresta.

— Eu acho que é aqui.

A vista não era bem… agradável, digamos. Já era noite e as árvores cobriam todo o campo de visão da corvina, deixando-a levemente desconfortável. Captou o barulho de aves ao longe, como se fosse um bando de corvos fugindo de alguma provável ameaça e o pensamento fez cada pelo no corpo de Dakota se arrepiar. Nina parecia compartilhar do mesmo sentimento, já que suas sobrancelhas estavam levemente enrugadas.

— Dakota… vamos embora — a sonserina olhou-a, preocupada. A morena, no entanto, ajeitou a alça da sacola em suas mãos e deu um passo vacilante à frente, encolhendo os ombros.

— Não. Eu quero o meu colar de volta. — Seu tom era firme e raiva começava a se apoderar de seu corpo, algo que não acontecia com muita frequência. — Tem alguém aí?

O grito ecoou no local.


french blood
Corvinal

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Nenhum

Dakota Schwartz-Bélanger

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Nina S. Alekseev em Qui 17 Nov 2016, 20:39




Missão de Hallowen!

Humor: P#$@ da vida / Vestindo: pijama, jaqueta militar, pantufa de unicórnio / Com: Dakota / Ações - Falas - Pensamentos - Falas de outros
Nina ofegava quando chegaram a floresta, ela não esperava correr por causa dos malditos monitores que apareciam nas horas mais inconvenientes. Durante todo percurso a voz de Brandon soava em sua cabeça, ele havia marcado em um livro, que continha informações sobre Hogwarts, os lugares que Nina deveria tomar cuidado e coisas que a menina precisava lembrar. Nina lembrava muito bem que não deveria ir até a floresta, era perigosa, cheia de animais e – como Brando sempre lembrava – Nina odiava esse tipo de lugar. As pantufas de unicórnio da menina começavam a não ser mais tão brancas quanto antes, ela olhou desanimada para as altas copas das árvores que bloqueavam a pouca luz que poderia ajudar as meninas em sua busca. – É... – Concordou com Dakota, era ali mesmo o lugar. Nina engoliu em seco, ela não estava gostando do lugar, da temperatura e dos barulhos. Enrugou as sobrancelhas quando ouviu o barulho de aves ao longe, por um momento passou na cabeça de Nina que aquele livro não valia tanto e que, talvez, elas não precisassem tanto assim de suas coisas. – Dakota, vamos embora! – Falou preocupada, Dakota arrumou a sacola na mão e avançou vacilante, Nina revirou os olhos. – Garota suicida! – Vociferou ela baixinho, Dakota bateu o pé por causa do maldito colar. Nina queria largar a corvina ali e ir para o seu dormitório quentinho, o livro não lhe parecia tão atraente agora e talvez aquilo fosse um bom motivo para dizer aos pais ‘perdi o livro, foi sem querer’ sem que eles a enchessem com histórias sobre o maldito livro ser parte da menina. Nina observava a floresta a sua volta, mas virou-se nos calcanhares assim que ouviu o grito de Dakota. Correu até a menina e tampou a maldita matraca da corvina. – Você é doida? Tem noção do que tem dentro dessa floresta? – Falou Nina irritada, a maldita fantasma parecia não aparecia e gritar não era uma opção aceitável no momento. Nina retirou a mão da boca de Dakota e a olhou reprovadora. – Gritar não vai trazer aquela maldita fantasma até aqui e muito menos as nossas coisas! As únicas coisas que vão aparecer vão ser dois cadáveres! E adivinha quem vão ser eles? Nós. Isto mesmo, nós. – Falou Nina exasperada, ela estava em um ambiente hostil, irritada e com frio. Queria só ir para a comunal e nunca ter saído dela, olhou para Dakota e percebeu que talvez havia sido muito rude, aquilo era normal, a garota sempre viveu na defensiva com pessoas que não conhecia tão bem ou quando não sentia-se confortável. Olhou para os próprios pés. – Só não grite, por favor! – Falou Nina levantando o olhar para Dakota, mas seus olhos não focaram na menina e sim atrás dela e no que movimentava-se entre as árvores. Nina segurou no braço de Dakota e acenou com a cabeça para o local de onde vinha os movimentos.


Alekseev
Karenina Agmélia Scheunemann Bernardeinelli
Sonserina
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa:: Sonserina
Time: Nenhum

Nina S. Alekseev

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Dama Cinzenta em Sex 18 Nov 2016, 18:56




Missão "Caçada"
Floresta Proibida


- Nao se assustem quero apenas a ajuda de vocês e pegar as coisas de vocês foi o único jeito de chamar a atençao de voces duas - Falei olhando para as duas meninas a minha frente enquanto sentia meu corpo flutuando um pouco acima do quadril das mesmas o que me obrigava a olhar para baixo. - Preciso de Pelo de Demiguise, eles adoram comida, por isso pedi que pegassem as comidas na cozinha - Falei enquanto as mesmas me olhavam de uma forma que eu nao podia descrever.

- Distraiam eles com o alimento e pegue uns pelos brancos deles.... Mas por favor cuidado com os centauros eles tambem tem interesses no pelo - Falei e em seguida deixei que as mesmas tentassem pegar o pelo.

Regras:
Simples vao tentar pegar o pelo, lembrando que esse animal fica invisivel a hora que quiser. Segundo voces tem que narrar que os centauros os atacaram para tentar pegar o pelo. Voces estao no primeiro ano, entao tem que se usar feitiços que foram ensinados nessas ultimas aulas postadas (msm que voces ainda nao tenham postado nas aulas)

Uma de voces, ou cada uma uma vez, tem que acertar um feitiço qualquer no Centauro usando o LANCA DADOS MORTAIS, aqueles dados que foram defendidos nao contarao

Fantasma
avatar

Dama Cinzenta

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Chad F. Highmore em Sex 18 Nov 2016, 19:05

Na madrugada Abandonada
Would you let me lead you even when you're blind?

- Sai... Desencosta - Falei e a mesma me soltou na mesma hora e eu logo ajeitei minha capa da Lufa-lufa olhando para a mesma novamente. - Estava me alimentando na cozinha quando vi seus cachos loiros vindo para cá... Sabia que ia aprontar algo - Falei me encostando sobre a arvore ao meu lado soltando um leve sorriso para a mesma, um sorriso provocador. Ser vampira nao me assustava nem um pouco. - E voce sabe como sou um menino curioso entao... Lhe segui

- Tem certeza que me seguiu apenas por curiosidade? - Falou se aproximando de minha pessoa de uma forma que nossos rostos quase se tocaram. Me aproximei da mesma dando um beijo de surpresa na mesma, ela nao pareceu hesitar mas fora um beijo rapido, logo me afastei da mesma que soltou um leve sorriso. - É foi só curiosidade mesmo - Falei passando pela mesma que sorriu com minha provocaçao. Marie gostava de joguinhos, gostava de ser provocada. - Bem... Vou deixar a dama se alimentar - Falei piscando para a mesma e me virando logo em seguida - Te vejo pelo castelo... Vampirinha - Falei saindo logo em seguida da floresta.

Eu - Narraçao- Marie


Thanks to Evil Queen
Monitor Lufa-Lufa
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa:: Lufa-lufa
Time: Nenhum

Chad F. Highmore

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Dakota Schwartz-Bélanger em Qua 23 Nov 2016, 08:14

— fight these demons




— Merda.

Veja bem, Dakota não era uma pessoa de xingar. Na verdade, quase nunca falava os tão famigerados palavrões, mas ao ver um fantasma flutuando na sua frente, essa é a única desculpa aceitável. A Dama Cinzenta, porém, parecia ser alguém não tão agressiva, e a corvina permitiu-se confiar na criatura.

— Quando isso acabar eu terei meu colar e ela terá o livro dela, certo?

— Claro, sem problemas. Mas eu preciso que vocês peguem o pelo — a mulher (ou o espírito da mulher?) parecia determinada a mandar as garotas fazerem aquilo. Sussurrou um pequeno ‘ok, vamos fazer isso’ pra Nina e sacou a varinha das vestes.

A corvina e a sonserina afastaram-se mais do fantasma e começavam a entrar cada vez mais na Floresta. O clima era frio e horripilante — mais parecia um cenário de filmes de terror. Nina andava ao seu lado e Dakota a encorajava, afinal, formavam uma ótima dupla, não? Sorriu para a garota e avistou um dos animais que precisariam capturar. Disse para a outra menina chamar a pequena criatura e enganá-la com as frutas enquanto a dos olhos azuis ‘lutaria’ com qualquer centauro que aparecesse.

Em alguns minutos, ela pôde ver a típica sombra de um cavalo, que cada vez mais ia se aproximando, se aproximando…

— Offendo!

O feitiço agiu de imediato. As pernas do centauro ficaram bambas e o mesmo não se equilibrava mais, caindo no chão logo após. Olhou no redor e não detectou mais nenhum.



Última edição por Dakota Schwartz-Bélanger em Qua 23 Nov 2016, 08:16, editado 1 vez(es)


french blood
Corvinal

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Nenhum

Dakota Schwartz-Bélanger

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Luck (Fortuna in Ludis) em Qua 23 Nov 2016, 08:14

O membro 'Dakota Schwartz-Bélanger' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'Duelo Bruxo Mortal' :
Staff
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Nenhum

Luck (Fortuna in Ludis)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Nina S. Alekseev em Qua 23 Nov 2016, 16:46




Missão de Hallowen!

Humor: P#$@ da vida / Vestindo: pijama, jaqueta militar, pantufa de unicórnio / Com: Dakota / Ações - Falas - Pensamentos - Falas de outros
A Dama Cinzenta era uma mulher bonita, mas agora estava morta e pelo visto servia somente para roubar coisas. Nina olhou feio para a fantasma que tremeluzia no alto, fazendo com que a menina precisasse levantar a cabeça para observa-la. Olhou Dakota pelo canto do olho, a menina acabara de soltar um xingamento e Nina segurou-se para não rir, a fantasma prometeu devolver os objetos das meninas. Claro, depois que as duas conseguissem pegar os pelos do Demiguise, Nina havia estudado sobre eles em um livro grande e empoeirado da biblioteca e a surpresa era óbvia em seu rosto. O Demiguise não era comum naquela região e extremamente difícil de ser capturado, Nina ouviu atentamente Dakota e viu a menina sacar a varinha. Karenina respirou fundo, no final teria que ficar com a parte mais complicada, pegar o maldito demiguise e seus pelos.
As duas entraram na floresta, tudo parecia ter ficado mais escuro e frio. Nina havia sacado a varinha, andava cautelosamente ao lado de Dakota e viu a menina lançar um sorriso. Após algum tempo de caminhada, avistou um pequeno vulto branco. O demiguise era muito parecido com um macaco, mas era branco e tinha grande olhos negros e tristes.
Dakota pediu para Nina pegar o animal enquanto ela montava guarda, para o caso de algum centauro aparecer. Karenina confirmou com a cabeça e enfiou a mão no saco de comida, pegou as frutas mais maduras e bonitas e as levou até um tronco de árvore. Deixou as frutas empilhadas ali e escondeu-se atrás do tronco, de esguelha espiou Dakota olhando para os lados a procura de qualquer coisa que ameaçasse as meninas. Nina manteve o olhar no animal que se aproximava curioso das frutas, a garota mal respirava para não assustar o demiguise. Ele jogou-se sobre a pilha de comida e as devorou, Nina arqueou as sobrancelhas para o animal e por instantes preferiu lançar um feitiço contra um centauro do que pegar os pelos da criaturinha a sua frente. Com a jaqueta militar em mãos, Karenina, jogou-se sobre o animal e o prendeu, ele lutava para fugir. O demiguise ficou invisível, ele fazia isto para proteger-se, a garota achou a cabeça do animal no tato e deixou que a jaqueta cobrisse somente ela, enquanto segurava com força para que ele não escapasse. A atual situação poderia ser considerada agressão contra a criatura, mas ninguém mandou a louca da Dama Cinzenta pedir os pelos do animal em troca dos objetos roubados. Nina respirou fundo e arrancou um pequeno chumaço de pelos do animal, eles ficaram brancos em sua mão e a menina deixou que o demiguise escapasse.
Nina deu a volta na árvore e caminha displicente com os pelos de demiguise firmes na mão, ela olhou para Dakota e viu a menina branca como um fantasma e um centauro jogado no chão. – Bom trabalho! – Falou sorrindo, Nina mostrou os pelos para a garota e as duas voltaram para a orla da floresta, onde a Dama Cinzenta as esperava.
Nina pode ver a Dama Cinzenta brilhando ao longe, as pantufas de unicórnio a muito tempo deixaram de ser brancas, assim como o calção do pijama, a jaqueta vinha enfiada embaixo do braço e ela pensava em qual sentimento teria ao pegar seu livro nas mãos novamente. Ela não estava empolgada com aquilo. Olhou Dakota que levava um sorriso bobo do rosto, Nina sorriu e olhou para o chão.
A Dama Cinzenta olhava as meninas do alto, ela sorriu e Karenina retribuiu a contragosto. A garota entregou os Pelos de Demiguise para a fantasma, ouviu Dakota falar algumas palavras gentis e deu uma olhada na menina que estava a alguns passos de distância. A fantasma apareceu com os objetos roubados, assim que os dois entraram no campo de visão de Nina ela viu Dakota jogar-se sobre o colar, ela o pegou e colocou no pescoço. A garota observou o carinho que a corvina tinha pelo colar e sorriu, Nina pegou seu livro do chão e olhou para ela por alguns segundos, melancólica. A mente da garota borbulhava como um caldeirão fervente, ela franziu o nariz para o livro e o enfiou no bolso da jaqueta, que já estava em seu corpo novamente. A corvina mantinha os olhos atentos em Nina que aproximou-se da menina de olhos azuis, as duas tinham a mesma altura, talvez uma alguns centímetros maior que a outra. – Faz um favor para todo mundo, não grite em um lugar perigoso! – Falou a sonserina ironicamente, Nina aproximou-se da garota o suficiente para sentir sua respiração. Dakota parecia estar cravada no chão, os lábios se encostaram em um beijo suave a corvina parecia um pouco sem saber o que estava acontecendo. Nina afastou-se e levantou uma sobrancelha para a garota a sua frente.  – Boa noite! – Deu um sorriso de canto e virou as costas para a corvina. Nina seguiu seu caminho para o grande castelo pipocado de pequenos pontos de luzes.


Alekseev
Karenina Agmélia Scheunemann Bernardeinelli
Sonserina
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa:: Sonserina
Time: Nenhum

Nina S. Alekseev

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da Floresta Proibida

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Novo Tópico   Responder ao tópico
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum