Postadores do Mês
James
1º Lugar
Jennifer
2º Lugar
Chad
3º Lugar
Ben
4º Lugar
Últimos assuntos
» Registro do Espelho do Destino
Qua 19 Abr 2017, 12:11 por Petra Kim DiNozzo

» Produtos
Ter 28 Mar 2017, 21:13 por Petra Kim DiNozzo

» Interior da Floresta Negra
Qui 16 Mar 2017, 23:00 por Circe, o Basilisco

» Cela 32
Qui 16 Mar 2017, 22:40 por Robert S. Winchester

» Entrada de Azkaban
Qui 16 Mar 2017, 22:40 por Circe, o Basilisco

» Escritório
Qui 16 Mar 2017, 14:41 por Emily R. Watsgrint

» Campo de Quadribol
Seg 13 Mar 2017, 16:18 por Isabella F. Highmore

» Corredores do Quinto Andar
Dom 12 Mar 2017, 22:27 por Emily R. Watsgrint

» Pedidos do RPG
Dom 12 Mar 2017, 21:28 por James C. Armstrong

Conectar-se

Esqueci minha senha

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 42 em Ter 17 Jun 2014, 19:05
Parceiros 2/44

Varinha Olivaras

Novo Tópico   Responder ao tópico

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Varinha Olivaras

Mensagem por Lya Ollivander em Sex 21 Nov 2014, 19:08

Relembrando a primeira mensagem :



Varinhas Olivaras





Você para em frente a uma loja, estreita e feiosa, com uma vitrine empoeirada que mostra uma única varinha em uma almofada púrpura, você olha para cima e encontra uma placa com a seguinte  inscrição "Artesãos de Varinhas de Qualidade desde 382 a.C" em letras douradas descascadas  sob a porta.
Ainda vacilante você resolve entrar, e ao fazê-lo você encontra uma loja empoeirada, a mobília da loja conta apenas com uma cadeira, e diversas estantes cobertas de caixas apertadas, a iluminação vem quase toda da janela onde se enxerga o letreiro da loja e parte do beco diagonal. Ao entrar o velho senhor sorri e vem ao seu encontro, você força um sorriso e o cumprimenta dizendo seu nome.

"Oras, é um prazer Convidado, então não vamos perder tempo e encontrar logo sua varinha não é mesmo?"

Você balança a cabeça afirmativamente, o velho senhor sorri e diz algo sobre ser a varinha que escolhe seu dono e que cada dono tem sua hora de ser escolhido, você não entende direito o que ele quer dizer com aquilo, ele sorri amavelmente e lhe pergunta qual será o braço da varinha, se você é destro o canhoto, começando medir cada centímetro do braço que você ergue em resposta com uma fita métrica viva, após isso ele se afunda em meio as prateleiras voltando, pouco depois, com algumas caixas na mão, ali começam os testes até achar a varinha perfeita para você.


Tabela de Preço

Varinhas Comuns:
Varinhas Disponíveis


Varinha de Teixo
7 Galeões


Varinha de Freixo
7 Galeões


Varinha de Betula
7 Galeões


Varinha de Mogno
7 Galeões


Varinha de Salgueiro
7 Galeões


Varinha de Videira
7 Galeões


Varinha de Pinheiro
7 Galeões


Varinha de Bordo
7 Galeões


Varinha de Azevinho
7 Galeões


Obs:
Sobre as Compras

* É obrigatório especificar os itens comprados no final do post.
* Também é obrigatório especificar o valor total das compras efetuadas.
* Para saber qual é sua varinha, use o Lança Dado com o nome: Varinhas
* Post com menos de 10 linhas não serão aceitos!
* Para saber como lançar dados CLIQUE AQUI!
* Todas estas informações devem ir em Spoiler no final do post.

avatar

Lya Ollivander

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Sunny Agron em Sex 13 Mar 2015, 16:17

Era tarde quando cheguei em Hogwarts, havia sido selecionada para a lufa lufa e fiquei tão contente com isso, estar em uma escola de bruxos e tão bom, a magia estava lá literalmente falando, pois o lugar tinha os mais vários tipos de varinhas com matériais diversos, tinha varinhas com pelos de unicórnios, fiquei meio triste com o fato de ser feita de pêlos de algo que eu amo unicórnios, enquanto estava super distraída o senhor Olivaras me perguntou:
-O que deseja jovem bruxa primeiranista ?
-Boa tarde eu gostaria de uma varinha.
Após muitas tentativas as varinhas sempre quebravam e saiam luzes super estranhas, fiquei meio chateada e triste com o fato de nenhuma varinha ter dado certo,porem o vendedor disse:
-Tente essa-
Ele me entregou uma varinha e ela por um milagre funcionou, fiquei contente e paguei o vendedor e ele me devolveu o troco dos galeões que eu havia dado a mais, sai muito feliz e sorridente, sabia que minha estadia em Hogwarts seria muito boa.
Lufa-lufa
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Nenhum

Sunny Agron

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Sunny Agron em Sex 13 Mar 2015, 16:18

Era tarde quando cheguei em Hogwarts, havia sido selecionada para a lufa lufa e fiquei tão contente com isso, estar em uma escola de bruxos e tão bom, a magia estava lá literalmente falando, pois o lugar tinha os mais vários tipos de varinhas com matériais diversos, tinha varinhas com pelos de unicórnios, fiquei meio triste com o fato de ser feita de pêlos de algo que eu amo unicórnios, enquanto estava super distraída o senhor Olivaras me perguntou:
-O que deseja jovem bruxa primeiranista ?
-Boa tarde eu gostaria de uma varinha.
Após muitas tentativas as varinhas sempre quebravam e saiam luzes super estranhas, fiquei meio chateada e triste com o fato de nenhuma varinha ter dado certo,porem o vendedor disse:
-Tente essa-
Ele me entregou uma varinha e ela por um milagre funcionou, fiquei contente e paguei o vendedor e ele me devolveu o troco dos galeões que eu havia dado a mais, sai muito feliz e sorridente, sabia que minha estadia em Hogwarts seria muito boa.
Off:Post pelo celular
Lufa-lufa
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Nenhum

Sunny Agron

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Luck (Fortuna in Ludis) em Sex 13 Mar 2015, 16:18

O membro 'Sunny Agron' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'varinha1' :
Staff
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Nenhum

Luck (Fortuna in Ludis)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Luck (Fortuna in Ludis) em Sab 21 Mar 2015, 01:47

O membro 'Dakota C. Lifton' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'Varinha' :
Staff
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Nenhum

Luck (Fortuna in Ludis)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Alicia De Ville em Sab 21 Mar 2015, 16:52

____________________________________________________________________________
Alicia

Compras, compras, compras...

Minha varinha tinha virado um pedaço de madeira partida ao meio por um acidente, eu cai com ela na mão e ela quebrou, triste eu sei, mas, não podia ir a hog sem ela, por isso fui a loja de varinhas para comprar outra, a sensação era no mínimo estranha, já que normalmente íamos La apenas no primeiro ano.
-Bom dia, preciso de uma varinha...
Falei um tanto quando sem graça. O senhor apenas sorriu amigavelmente como sempre e começamo a busca pela varinha perfeita, mas parecia que eu nunca mais teria uma varinha, de tantas que já havia experimentado. Por fim, quando minhas esperanças se iam, veio minha varinha.
Deixei os galeões sobre o balcão, guardei minha nova varinha em minhas vestes e parti dali.


Ela está vestidaASSIM
CODED BY: IG de SA


Toda mulher tem um pouco....
De puta, de criança, de maluca.
Toda mulher tem um pouco de tudo
Numa única noite eu fui um pouco tudo, eu quis um pouco de tudo.
Alicia De
Ville


Legenda:

Minhas falas
"Pensamentos/leituras"
Ações
Sonserina
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 15
Casa:: Sonserina
Time: Vespas de Winbourne

Alicia De Ville

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Luck (Fortuna in Ludis) em Sab 21 Mar 2015, 16:52

O membro 'Alicia Perrone Schneider' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'Varinha' :
Staff
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Nenhum

Luck (Fortuna in Ludis)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Debrah Carson em Sex 27 Mar 2015, 17:29


Vassouras...



Tagged: Alone||
Usando: Uniforme da Corvinal||
Ouvindo: I feel Immortal ||




A loja de varinhas sempre fora um sonho a ser realizado, meus pais extremamente ocupados me deram alguns galeões e disseram: Compre suas coisas, não se preocupe eles disseram, e quase perdida em Londres eu fiquei. Depois de muito andar finalmente achei a placa do Caldeirão Furado, entrei correndo e fui direto para os fundos da loja onde alguem com uma varinha já abria caminho para o Beco Diagonal. Corri pelas calçadas parando para admirar algumas vitrines e sentia uma vontade enorme de comprar tudo... Mas lembrei que antes de qualquer coisa eu precisaria de uma varinha. Entrei na loja um pouco empoeirada e parei junto ao balcão:
- Olá?
A mulher que trabalhava ali se aproximou prestativa já pegando alguns estojos pelo caminho:
- Uma varinha para uma nova bruxinha certo?
Fiz que sim com a cabeça sorrindo simpatica. Ela me entregou uma das varinhas e mostrou o vaso de flores, apontei a varinha para o canto e o vaso estilhaçou, ela correu para tomar a varinha da mão e me entregou a ultima varinha que havia pego, senti um formigamento estranho na mão quando peguei a varinha e ela sorriu mostrando o teto da loja, apontei a varinha pra cima e fogos de artificio saíram da ponta da varinha. Ela embalou o estojo e lhe entreguei 5 Galeões. Depois de agradecer saí da loja indo terminar minhas compras.   
Design by @Aiyra for MDD





"Because you know I'm all about that bass."
Ravenclaw pride Vintage Girl Plus Size
thanks princess kira from @ sugar!
Corvinal
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Nenhum

Debrah Carson

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Luck (Fortuna in Ludis) em Sex 27 Mar 2015, 17:29

O membro 'Debrah Carson' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'Varinha' :
Staff
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Nenhum

Luck (Fortuna in Ludis)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Wendy A. Herondale em Qua 01 Abr 2015, 13:11


Comprando meu material escolar
Just a simple girl, with nothing special
Após um longo dia comprando todo o material do ano letivo, só faltava uma coisa: uma varinha nova. Então, carregada de sacas e com a gaiola de Pandora , minha coruja e a cestinha de vime com Mordred, meu gatinho,  me dirigi a loja do Sr. Olivaras, que ficava próxima da de onde eu estava.
Assim que eu entrei na loja, um sininho em algum lugar foi tocado e logo o Sr. Olivaras apareceu.-Bom dia, Srta.  Posso ajudá-la em algo?-O Sr. Olivaras me perguntou. Que homem tonto, ele não viu que há alguns segundos atrás eu estava olhando as prateleiras cheias de varinhas?Calma Wendy, respira.-Hum, sim. Preciso de uma varinha , por favor.-Eu disse a Sr.Olivaras, com um pequeno sorriso.-Tudo bem, minha querida. O braço da varinha é o destro, certo?-Sr. Olivaras me perguntou, tirando uma varinha de uma caixa fina e comprida.E me deu a varinha.-Vamos, experimente.
Fiz uns movimentos bobos com a varinha, que fizeram com que alguns papéis que estiveram na mesa começassem a voar. Que raiva! Tentei com uma segunda varinha. Essa quando eu mexi o braço, derrubou algumas caixas de varinha da prateleira.-Não , não. Decididamente não! Freguesa difícil, hein?Hum... porque não?Tente esta, minha querida.-Sr. Olivaras me disse, pegando a varinha que estava em minha mão e me dando outra.
Quando eu usei essa varinha, senti uma onda de calor  e uma luz se formou diante de mim.-Definitivamente a varinha a escolheu, mocinha!-Seu Olivaras me disse.O homem pegou uma saca e colocou dentro a caixa com a minha varinha e paguei pela mesma.Dei um tchau a Sr. olivaras e saí da loja.
Agora sim, eu poderia voltar para casa e descansar até o dia de minha primeira viagem a Hogwarts.

Saio dali

Legenda:

Narração
Minhas falas
Falas dos outros
Pensamentos

Tags: Sr. Olivaras ø Song: ### ø wearing: this
The Killjoy Never Die! @ CG!



WEN✖1ST YEAR✖HUFFLEPUFF PRIDE✖GEEK ✖ ROCKER ✖ SWEET ✖ NERD
Wendy Angela Herondale
♣  All Rights Reserved for Lari
Lufa-lufa
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa:: Lufa-lufa
Time: Harpias de Holyhead

Wendy A. Herondale

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Luck (Fortuna in Ludis) em Qua 01 Abr 2015, 13:11

O membro 'Wendy A. Herondale' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'Varinha' :
Staff
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Nenhum

Luck (Fortuna in Ludis)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Jack A. Padalecki em Qua 22 Abr 2015, 10:01

New Wand!!


Passara alguns dias pós duelo com Robert, aquele animal quebrou minha varinha, fui obrigado a sair as espreitas de Hogwarts para que ninguem desconfiasse e que nenhuma pessoas me perguntasse o porque de eu estar saindo, o porque de eu estar indo comprar outra farinha. As ruas do beco estavam meio padaras, estavamos no meio do ano letivo, o movimento era fraco nessa época do ano mesmo. Sem demoras fui até a loja de varinhas.
- Ola Senhor Olivaras, minha varinha quebrou, e preciso de outra o quanto antes!
Ele me olhou sorriu e disse:
- Sim meu caro, vamos fazer alguns testes. Eu creio que você sabe que a varinha que escolhe o bruxo que ela ira emprestar deu poder.
Com um sorriso falso respondi:
- Sei sim.
Ele então foi buscar algumas caixas de varinhas, ele me deu a primeira, e nada aconteceu, a segunda, mas quase destrui a loja, na terceira tentativa uma luz apareceu sobre mim, aquela era a varinha perfeita, peguei os cinco galeões que era o preço dela de meu bolso e lhe entreguei:
- Muito obrigado meu jovem.
Sorri e sai da loja




Legenda: Narração -  Jack - Emily - Olivaras
Monitor Grifinoria

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 24
Casa:: Grifinoria
Time: Morcegos de Ballycaste

Jack A. Padalecki

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Luck (Fortuna in Ludis) em Qua 22 Abr 2015, 10:01

O membro 'Jack R. Watsgrint' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'Varinha' :
Staff
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Nenhum

Luck (Fortuna in Ludis)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Samuel H. Salvatore em Sab 27 Ago 2016, 14:40



♢ Olivaras ♢

Comprando uma varinha


Andando pelas vielas do Beco Diagonal, Samuel percorria as vitrines maravilhado, o jovem, recentemente descoberto bruxo, nunca viera até o local, na verdade jamais imaginou algo assim em toda sua vida. Via várias lojas, que se dispunham ao longo deu suas calçadas, por mais que tentassem Samuel não conseguia tirar, ou mudar, aquele olhar embasbacado por tudo. Ele encarou cada loja e cada vitrine, antes, quando chegara ali, havia um acompanhante, algum funcionário da escola cujo qual ele recebera a carta, mas tanto o funcionário, quanto Samuel, desejavam se livrar um do outro, de modo que quando Samuel se soltou dele, após visitarem o tal banco bruxo Gringotes, ele sabia que o funcionário não faria grande esforço para encontrá-lo.
Estalando os dedos, ergueu o rosto de traços infantis e observou tantas pessoas correndo, caminhando, trotando de um lado a outro, percebeu que a grande maioria dos bruxos mais velhos dirigiam-se ao banco, local de onde ele saíra a pouco, e a maioria das crianças iam à loja de artigos para Quadribol ou a Florean Fortescue. Ele  estava sozinho, apenas com alguns galeões no bolso, uma vez que decidira deixar com o funcionário de Hogwarts a maior quantia pega na conta de  auxilio” que Hogwarts fornecia. Havia uma livraria num canto da esquina, porém estava tão cheia que o garoto não tinha esperança de poder escolher algum livro em paz, então caminhou até uma loja onde continha no título a palavra “varinhas”, ele sorriu e puxou a lista de materiais, varinhas era um dos itens que deveria possuir em Hogwarts. Caminhou, então, em direção à Olivaras.
Uma única varinha pousada em almofada púrpura era apresentada na vitrine que continha os dizeres 'Artesãos de Varinhas de Qualidade desde 382 a.C', Samuel encarou aquilo por um segundo antes de entrar na loja. A loja era um pedaço perdido em meio às lojas chamativas e bem decoradas da rua. Estreita, com pintura descascando e de um vermelho fosco pelo tempo.  Ao abrir a porta, receoso, Samuel encontrou dentro daquelas paredes pouco atrativas pilhas de caixas contendo varinhas das mais variadas cores e formatos. Um velho senhor estava sentado na única cadeira, que parecia disposta para clientes, e levantou-se em prontidão logo que o menino entrou. -Olá jovem bruxo, procura por varinhas? Vamos ver o que encontramos para o jovem! - seu sorriso espalhou-se pelo rosto imediatamente, Samuel se aproximou receosamente do balcão – O braço da varinha é o destro, certo?
A pergunta pegou Samuel de surpresa, que apenas balançou afirmativamente a cabeça sem nem mesmo entender o que o velho havia perguntado, por sorte Samuel era realmente destro. O senhor Olivaras tirou tirando uma varinha de uma caixa fina e comprida, entregando-a a Samuel logo em seguida, ele o fitou como se o questionasse o que ele deveria fazer com aquela vareta, o velho moveu os braços, como que indicasse ao garoto para fazer algo rápido. Samuel respirou fundo e balançou a mão com a varinha o que fez com que alguns papéis que estavam na mesa começassem a voar descontroladamente. - Não, não... Decididamente não! – ele resmungou puxando a varinha das mãos do menino e lhe entregando outra logo em seguida - Tente esta... - De algum modo Samuel sabia que não precisava testar, ele sabia que aquela varinha pertencia a ele, só não sabia como explicar aquilo.
- É esta!
- Você sequer testou!
- Não testei porque não preciso! – Samuel o olhou com superioridade – É Esta!
O senhor Olivaras sorriu e pegou um estojo de varinhas.
- Vai precisar disto também... E não duvido que seja esta... Poucos falam com esta certeza sem jamais ter tocado ou visto nada mágico antes!
Samuel sorriu e retirou os galeões do bolso, ao pagar o velho lhe sobrou apenas três moedas, se quisesse continuar com as compras teria que encontrar o funcionário de Hogwarts, mas, por sorte, sabia onde ele estaria, e ao sair da loja, marchou direto ao seu encontro, indo para a tal loja, Madame Malkin.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Samuel <<>> Olivaras


Obs.: Não consegui lançar dados


Samuel Hunter Salvatore
Lufa-lufa
avatar

Samuel H. Salvatore

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Dakota Schwartz-Bélanger em Sab 27 Ago 2016, 16:49

YOU BOUGHT A STAR
Ah, o dia estava lindo — principalmente no Beco Diagonal. Mães, pais e filhos corriam, apressados para comprar todo o necessário. Dakota descobrira no dia anterior que era uma bruxa quando recebera uma carta da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Logo ela, a pessoa mais azarada e estranha no mundo, ganhou algo que caiu como uma benção em seu ponto de vista.

Se apressou, é claro. Os pais da adolescente ficaram preocupados em deixar a pequena ir sozinha à um lugar que nenhum dos três conhecia, porém, cederam. E lá estava Dakota Van Razorback, de queixo caído, caminhando lentamente pelas ruas do Beco Diagonal. Seus olhinhos azuis observavam tudo com muito cuidado, as mãos segurando firme a lista de materiais. Deu um gritinho quando leu a fachada. Varinhas Olivaras.

Adentrou a loja, maravilhada com tudo (não com a poeira que se acumulava nas prateleiras, por que não limpavam aquilo ali?). Deu passos até o balcão, onde apoiou o cotovelo e sorriu para o senhor em sua frente.

— Olá! — deu seu melhor sorriso. O senhor sorriu, também. Aparentava os setenta, oitenta anos. — Bem, aqui se compram varinhas, certo? Eu gostaria de uma, por favor.

— Ah, sim, pequena. Mas não é tão simples assim. — Com toda a calma do mundo, o vendedor explicou que a varinha que escolhe o bruxo, e não o contrário. E Dakota riu quando ele adivinhou que ela era uma nascida-trouxa. — Venha aqui, acho que esta servirá.

A morena acompanhou Olivaras até a primeira prateleira, na qual ele subiu em uma escada e pegou um pequeno estojo. Pelo de unicórnio, 32 centímetros, rígida, ouviu o senhor falar, e concordou com ele quando o mesmo falou que Dakota era canhota. Abriu o estojo com seus dedos finos e e segurou a varinha com a mão esquerda, quase deixando-a cair quando acertou o lustre.

— Oh, meu Deus! Mil perdões! — Arregalou os olhos.

— Está tudo bem — Dakota não acreditou, mas não teve tempo de contestar, pois em segundos Olivaras já estava com outro estojo nas mãos calejadas. — Experimente essa. Fibra de coração de dragão, 25 centímetros.

Novamente, ao tocar a madeira, um feixe de luz vermelha escapou da varinha, jogando vários estojos para o ar. Dakota rapidamente devolveu o objeto ao senhor, envergonhada. — Bem, vamos tentar esta.

Razorback não prestou atenção ao conteúdo, mas soube que era aquela. Seus olhos azuis brilharam, e uma luz branca apareceu bem na ponta da varinha, que logo depois se apagou. Dakota sorriu.

— É esta daqui, certo? — Olivaras concordou. — Comprarei.

Entregou os sete galeões — a moeda bruxa feita de ouro que Dakota adorara —  e saiu da loja, ainda anestesiada pelo efeito da magia.

observações:

Não consegui lançar dados.
compras:

Varinha = 7 galeões

BECAUSE YOUR LIFE IS DARK

[/b][/b][/b][/b]


french blood
Corvinal

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Nenhum

Dakota Schwartz-Bélanger

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Dean D. Parrish em Qui 01 Set 2016, 19:02



Eu podia ter começado as compras por qualquer uma das lojas mas insisti em ir direto para a compra de minha primeira varinha, era a coisa para mim mais importante e que mais me animava. Sempre vira minha mãe com a sua e nunca acontecia nada quando eu mexia nela. Minha mãe sempre falava que havia uma varinha para cada um e eu estava animado para ver qual seria minha amiga pelo resto da vida.

Assim que entrei na loja olhei todas as caixas de varinhas uma sobre a outra, formando as paredes daquela  loja antiga. Ela estava vazia, por um minuto pensei estar abandonada mas logo surgiu um bom velho homem com um sorriso delicado me chamando para mais perto do balcão. - Ola, eu gostaria de uma varinha - Falei com um enorme sorriso no rosto.

O home afirmou com a cabeça dizendo já saber do que se tratava, Ele se afastou e sumiu por alguns longos minutos, olhei minha mãe que estava num canto da loja a espera da minha compra. Assim que ele voltou ele trazia duas caixas apenas de varinha. Pediu para eu eu tentasse as duas, a primeira foi um fiasco, seu adorável vaso explodiu com apenas um movimento de minha mão.

A segunda porem foi um sucesso, diversas caixas saíram do lugar com uma leveza e pararam no balcão. Eu sabia que era aquela varinha, o senhor a minha frente também sabia, Retirei então daquele saco, os sete galeões que valiam aquela varinha e sem muita demora sai com um sorriso enorme e a varinha nas mãos.


you ain't making no noise.
note ☁ note ☁ note ☁ thanks wrd for this code.
Lufa-lufa
avatar

Dean D. Parrish

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Luck (Fortuna in Ludis) em Qui 01 Set 2016, 19:02

O membro 'Dean D. Parrish' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'Varinha' :
Staff
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Nenhum

Luck (Fortuna in Ludis)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Jennifer Debnam-Carey em Qui 01 Set 2016, 19:40


Compras!
A vida é feita de escolhas, pois são as nossas escolhas que fazem a nossa vida. E embora não possamos mudar aquilo que já escolhemos, podemos aprender com os erros para que possamos conquistar acertos.

Deixe mais uma vez o carrinho fora da loja e quando entrei soltei um leve espirro, aquela loja possuía bastante poeira o que me incomodava. Ela era mal iluminada, tudo que dava para ver eram diversas pilhas de caixas de varinhas. Uma unica lampada iluminava o lugar, era a luz do balcão. Andei ate o mesmo e olhei para de trás do balcão, onde havia estantes repletas de caixas de varinhas empoeiradas.

Um idoso surgiu do escuro com um leve sorriso, soltei um sorriso para o mesmo, apesar de na primeira impressão ter me assustado com ele.. Ele já tinha em mãos algumas varinhas, pensei em como ele fora rápido. Ele pediu para que eu experimentasse todas elas, ate pelo menos achar a que me escolheria. Sacudi a primeira e o óculos do bom homem se rachou, joguei longe a varinha de vergonha e coloquei a mão sobre o rosto avermelhado.

Ele me acalmou afirmando que aquilo acontecia diariamente, o que me fez pensar quantos óculos ele possuía guardado, A segunda varinha fez o vidro do balcão rachar o que me fez pensar se eu havia algum problema com vidros pois nas duas tentativas eu rachara um.  A terceira varinha, graças a deus foi a escolhida, ela fez a luz que iluminava a loja sumir e depois voltar o que foi lindo . Minha primeira magia com minha primeira varinha pensei enquanto eufórica entregava os galeões para o moço e saia de la aos pulos de alegria.





Última edição por Jennifer Debnam-Carey em Qui 01 Set 2016, 19:40, editado 2 vez(es)
Grifinória
avatar

Jennifer Debnam-Carey

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Luck (Fortuna in Ludis) em Qui 01 Set 2016, 19:40

O membro 'Jennifer Debnam-Carey' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'Varinha' :
Staff
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Nenhum

Luck (Fortuna in Ludis)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Ben H. Monreal em Seg 05 Set 2016, 20:12

Olivaras
Benjamin foi deixado por seu pai com a responsabilidade de fazer suas proprias compras no beco diagonal. Era algo de costume, seu pai sempre deixava que o mesmo resolvesse seus próprios problemas, talvez para que o mesmo crescesse com uma mente mais aberta e melhor. Andou pelo beco em silencio não falaria com ninguém pois ninguém lhe interessava. Sua primeira parada seria sem duvidas o olivaras, queria logo possuir uma varinha em suas mãos.

Com um pequeno mapa desenhado horrivelmente por  seu pai o mesmo chegou a porta do Olivaras e sem hesitar entrou com confiança e um sorriso no canto da boca.  Um velho atras do balcão sorri para o mesmo e pede para se aproximar. Ben ergue uma sobrancelha olhando o senhor dos pés a cabeça, tentando adivinhar quantos milênios aquele homem possuía.

- Tente uma dessas três rapaz - Falou deixando sobre o balcão três caixas desgastadas que continham varinhas diferentes. Benjamin nunca fora de trocar muitas palavras com as pessoas, apenas respirou fundo e pegou na primeira varinha. Ela era extremamente maleável o que ele era contra, preferia menos.

Deu uma leve sacudida e tudo que sentiu foi um forte ventania levantar alguns papéis que estavam na mesa e espalha-los pela loja inteira. Olivaras tirou a varinha de sua mão enquanto ele olhava para o chão vendo a movimentação diminuir dos papeis. Pegou a segunda varinha e sem medo algum ou nervoso balançou novamente, dessa vez os papéis que estavam no chão começaram a flutuar e Ben os guiou com a carinha de volta para o balcão.

Ele sabia que seria aquele, ele sentira quando a segurara. Olivaras não precisou falar nada, o menina devolveu a varinha para o mesmo e deixou de cara sete galeões sobre o balcão. - Obrigado - Falou se despedindo rapidamente sem muita cerimonia do velho. Com a varinha nas mãos, Ben saiu da loja chutando em quanto tempo o velho morreria de velhice.  




Benjamin Monreal
Hood
 
Sonserina
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Tornados de Tutshill

Ben H. Monreal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Luck (Fortuna in Ludis) em Seg 05 Set 2016, 20:12

O membro 'Ben H. Coleman' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'Varinha' :
Staff
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Nenhum

Luck (Fortuna in Ludis)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Nick R. Fuhrman em Qui 08 Set 2016, 20:38


Olivaras


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.


Era a penúltima loja em que deveria ir, e seria a mais emocionante de todas, pois finalmente teria uma varinha, seria o máximo com ela e realizaria grandes feitos, assim esperava, pelo menos. Sorri com a ideia de uma varinha potente e logo entrei ansioso naquela loja de aparência nada nova, estava bastante ‘caidinha’, assim eu achava. Fitei  a loja que estava repleta de estojos de varinhas, em todo o lugar. Logo foi atendido.  Olhando para o local, enquanto ouvia o dono da loja informar que a varinha escolhia o bruxo e dizer que logo uma varinha a escolheria e coisas do tipo. Havia sonhado com aquele momento desde sempre e agora não se aguentava mais de ansiedade.

Eu me aproximei do balcao, onde ele me esperava com um leve sorriso. Eu estava ansioso, queria saber qual é a varinha certa pra mim. – Bom, então vamos lá, Sr. Nick – disse o homem, sorrindo. Ele tirou as minhas medidas do braço  e pegou uma varinha dentro de um estojo, entregando  a mim  ‘Deveria ter acontecido alguma coisa?’ pensei, enquanto o homem tirava a varinha das minhas mãos e colocando uma outra. Apontei  pra alguma coisa, já que não sabia o que fazer, me surpreendei quando um lampejo forte saiu da varinha e atingiu alguns estojos, derrubando-os no chão. – Não, com certeza, não. – falou ele, pensativo, então foi até um lado da loja, voltando com mais alguns estojos. ‘Claro, agora ele vai me empanturrar de varinhas. Que lindo, ficarei aqui um século!’ fez uma careta enquanto pegava outra varinha. Testou várias varinhas, até achar uma que produziu um leve vento... Aquela era especial. “Nossa... Bom, acho que é realmente esta. Obrigada.” Falou, sorrindo. Pagou e saiu dali, contente por finalmente ter uma varinha.




 
Thanks Abbs


_________________
Grifinória
avatar

Nick R. Fuhrman

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Luck (Fortuna in Ludis) em Qui 08 Set 2016, 20:38

O membro 'Nick R. Fuhrman' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'Varinha' :
Staff
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Nenhum

Luck (Fortuna in Ludis)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Natasha K. Negovanlis em Dom 02 Out 2016, 20:13

Olivaras

Se existe uma coisa que não consigo me acostumar é com a afobação das pessoas no beco diagonal, sempre apressadas, pechinchando alguma coisa ou se esbarrando para comprar outra coisa. E eu realmente odeio pessoas comuns chegando perto de mim, talvez seja o sangue puro em minhas veias, mas essas pessoas parecem passar energia ruim para mim.

Adentrei o estabelecimento conhecido como Olivaras e instantaneamente meu rosto se contorceu em uma careta. — Aparentemente os galeões que eles recebem não servem para decoração de interiores. - disse antes de bater uma poeira imaginária do meu ombro e caminhar até a recepção.

Antes de chamar a atenção de alguém observei as milhares de caixas contendo varinhas de diferentes tamanhos, madeiras e poder. Respirei fundo e sorri, era como se naquele instante eu também conseguisse canalizar parte daquele poder. — Posso lhe ajudar? - perguntou uma voz intrusa, que me deu um leve susto.

Franzi meu cenho para o homem antes de assentir. — Minha primeira varinha... - fiz uma pausa e passei a língua por meu lábio inferior enquanto pensava no que falar. — Quero ser rapida aqui - falei por fim. Ele me deu um sorriso antes de ir para o fundo da loja.

O mesmo voltou com várias caixas e as abriu. Algumas varinhas eram bem talhadas e cheias de detalhes, enquanto outras eram lisas e tinham um ar duro. Estava na terceira varinha e me perguntado se caso eu atirasse aquele pedaço de graveto do outro lado da loja quando minha mão direita passou por uma que me chamou a atenção.

Larguei a anterior no balcão e com a mão esquerda empunhei a tal varinha. Um sentimento caloroso se espalhou por meu braço e faíscas saíram da ponta da varinha. Só depois disso olhei nos olhos do homem e dei um leve sorriso enquanto tirava os galeões do bolso. — Quanto eu lhe devo? - perguntei lhe dando o dinheiro logo em seguida



Legenda
Legenda
Legenda
Legenda
Legenda
Legenda

Natasha Ruth Negovanlis
© HARDROCK


Sonserina
avatar

Natasha K. Negovanlis

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Luck (Fortuna in Ludis) em Dom 02 Out 2016, 20:13

O membro 'Natasha K. Negovanlis' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'Varinha' :
Staff
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Nenhum

Luck (Fortuna in Ludis)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Nina S. Alekseev em Dom 23 Out 2016, 14:52

<
Beco Diagonal!
Ações - Falas - Pensamentos - Falas de outros
Com: Pai / Horário: Manhã, 9 horas / Humor: Pai, para! / Post: 2

Depois que Nina convenceu o pai que ele não precisava comprar um negócio estranho que tinha vida própria os dois seguiram para a loja de varinhas, quando pararam em frente a pequena e simples loja Nina fixou os olhos na vitrine e na almofada desbotada que estava ali sendo usada para dar apoio a uma varinha. A menina respirou fundo e enrugou a testa olhando para o letreiro em ouro sem ao menos absorver o que estava escrito ali, ao seu lado Adam resmungou e disse. – Então, você vai ter uma varinha! Ansiosa? – Ela olhou para a cara do pai, parecia que era o primeiro dia de aula em uma escola trouxa e ele estava mais ansioso que ela, ela riu nervosa. – Bom, isso significa que sabe, eu vou ser uma bruxa... – Nina respirou fundo.  – Sim, eu estou muito ansiosa! – Adam sorriu e pegou na mão da filha, Nina apertou a grande mão do pai e deixou ser guiada para dentro da loja.
Lá dentro não tinha nada de muito surpreendente, obvio se você não olhasse para as paredes e visse a quantidade absurda de caixas empilhadas. Assim que eles entraram e o sininho tocou um senhor os atendeu, por algum motivo o homem sabia o nome de Nina e ela e o pai se entreolharam e cumprimentaram o homem.  – Olá! – E Nina, que já havia soltado a mão do pai e estava agora mexendo o pé direito freneticamente em sinal de nervosismo, falou.  – É, acho que sim! – O homem explicou como iria ser para escolher a varinha, na verdade não era Nina que a escolheria e sim a varinha que escolheria Nina. A menina ficou mais ansiosa, quando ele perguntou se a menina era destra ou canhota ela não respondeu, então Adam tomou a frente. – Ela é canhota, devo admitir que a culpa é minha! – Falou com uma pequena risada, na verdade a culpa era realmente dele pois foi ele que a ensinou a escrever e a ensinou com a mão errada, já que ele escrevia com a mãe esquerda. O homem pediu para Nina esticar o braço esquerdo e assim a menina o fez. Por alguns segundos se achou uma boba por estar com o braço esticado em uma pequena lojinha empoeirada com seu pai e um senhor a olhando, mas do nada uma fita métrica começou a medir sozinha. Nina olhou surpresa para o senhor que deu uma piscadela para ela, o homem pegou a fita na mão e pediu para que Nina e o pai esperassem ele voltar. Adam olhou para Nina e fez uma cara de surpresa um tanto engraçada. – A fita se mexe sozinha! – Nina riu da cara do pai e sacudiu a cabeça negativamente, Adam sorriu e se sentou um banco um tanto quanto precário enquanto esperavam o senhor voltar.
O senhor voltou com pelo menos sete caixas diferentes, ele abriu cada uma cuidadosamente e dentro Nina viu as varinhas. Elas tinham cores, tamanhos e grossuras diferentes e pareciam, adivinha só, magicas. O pai olhava curioso para as caixas sobre o balcão e seguiu a mão do senhor que alcançava a Nina a primeira varinha. A menina estava com a mão suando e vacilantes pegou a varinha, mas nada aconteceu ela olhou para o senhor questionando com os olhos se algo deveria ter acontecido. Ele mexeu os dedos nervosos e pegou a varinha e logo em seguida alcançando outra para Nina, que teve o mesmo resultado que a primeira.
Nina já estava na sexta varinha quando o senhor lhe estendeu a última e falou. – Você é uma menina um tanto difícil, tome aqui! – Nina deu um sorriso de canto e o pai uma risadinha seca, ela pegou a varinha e sua mão aqueceu na verdade parecia que todo seu corpo tinha aquecido e por algum motivo ela sabia que era aquela.  – É está! – Falou Nina convencida, sim era aquela varinha. O senhor sorriu e deu palmadinhas animadas, Adam olhou cobiçoso para a varinha e sorriu para a filha que agora tinha um sorriso de orelha a orelha. – Parabéns, agora a srta. já tem a sua varinha. Bom, são 7 galeões. E lembre-se você só terá uma varinha não quebre, perda ou faça qualquer outra coisa que possa afetar a integridade dela, ela é sensível é parte de você agora. – Falou o homem, Nina sorriu e falou gentilmente. – É claro! Muito obrigada, senhor. – Adam pagou a varinha e Nina entregou a varinha para o homem, ele a colocou na caixa e a entregou para a menina que sorriu. Ele se despediu de Adam e Nina e os dois lhe retribuíram a gentileza. Após saírem da loja de varinhas eles seguiram para a loja de animais, já que Nina poderia ter um animal em Hogwarts e a garota era apaixonada por qualquer animal. Saio dali
COMPRAS:

- 1 varinha = 7 galeões
Total = 7 galeões
TEMPLANTE: MONSTRO@MKD


Alekseev
Karenina Agmélia Scheunemann Bernardeinelli
Sonserina
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa:: Sonserina
Time: Nenhum

Nina S. Alekseev

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Varinha Olivaras

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Novo Tópico   Responder ao tópico
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum