Postadores do Mês
James
1º Lugar
Jennifer
2º Lugar
Chad
3º Lugar
Ben
4º Lugar
Últimos assuntos
» Registro do Espelho do Destino
Qua 19 Abr 2017, 12:11 por Petra Kim DiNozzo

» Produtos
Ter 28 Mar 2017, 21:13 por Petra Kim DiNozzo

» Interior da Floresta Negra
Qui 16 Mar 2017, 23:00 por Circe, o Basilisco

» Cela 32
Qui 16 Mar 2017, 22:40 por Robert S. Winchester

» Entrada de Azkaban
Qui 16 Mar 2017, 22:40 por Circe, o Basilisco

» Escritório
Qui 16 Mar 2017, 14:41 por Emily R. Watsgrint

» Campo de Quadribol
Seg 13 Mar 2017, 16:18 por Isabella F. Highmore

» Corredores do Quinto Andar
Dom 12 Mar 2017, 22:27 por Emily R. Watsgrint

» Pedidos do RPG
Dom 12 Mar 2017, 21:28 por James C. Armstrong

Conectar-se

Esqueci minha senha

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 42 em Ter 17 Jun 2014, 19:05
Parceiros 2/44

O corujal de Hogwarts

Novo Tópico   Responder ao tópico

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O corujal de Hogwarts

Mensagem por Alexia R. Watsgrint em Seg 05 Mar 2012, 15:53

Relembrando a primeira mensagem :

O Corujal



O Corujal fica no topo da torre oeste. Todos os dias chegam diversas corujas nesta torre, que trazem e levam correspondências dos alunos e professores da escola. Durante os messes de inverno, a torre é muito fria, ao ponto de que todos devem ter cuidado com o gelo nos patamares mais elevados. Feita também de pedra, possui uma grande escadaria que leva os visitantes ao topo da torre. Ao chegar ao topo, depara-se com um vão em forma de arco que conduz a pessoa para dentro da torre. Entrando no local, vêe-se inúmeros puleiros onde as corujas costumam passar parte do seu tempo dormindo. Do outro lado da sala redonda avista-se uma pequena janela em formato de círculo que é por onde saem as corujas em dias de trabalho.
Hogwarts Direção
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 78
Casa:: Corvinal
Time: Canhões de Chudley

Alexia R. Watsgrint
http://acciohogwarts.forumeiros.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por Julie V. Wanderwood em Qua 15 Abr 2015, 15:54

I'll ter her.. not today



- Eu ando observando você filha – sorrindo eu me encostei na parede, sua frase me deixara curiosa – ouvi alguns fofoqueiros falarem pelos corredores que atacou uma corvina com um jato de agua... – eu cocei a cabeça, não era para ninguém ficar sabendo do incidente no banheiro muito menos meus pais. – Eu posso explicar... – disse mas logo ele me cortou levantando a mão, de forma bem educada  – Não precisa se explicar... já estava na hora de sua habilidade aparecer. – meu pai sorriu e eu respirei aliviada de certa forma, mas curiosa por ele saber – não abuse dele Julie, não se sabe o quão poderoso é e nem se é controlável. - Caminhei até meu pai que tinha se afastado de mim, ele que estava próximo de algumas corujas na mureta, apoiei meus cotovelos na mureta ao lado e olhei para o céu a minha frente – Eu pesquisei, e uma outra corvina Isabelle, sabia um pouco sobre.. eu sei dos riscos pai, não vou abusar dele, prometo... Mas não posso contar a Corella.. ela vai me achar um monstro- Meu pai alegou que eu tinha que contar a minha mãe, olhei para ele bem curiosa – ela é sua mãe, tem sua guarda...

- E você é meu pai, tem minha guarda tanto quanto ela – ele mexeu a cabeça negando– eu fui dado como morto Julie. Estou cuidando disso com o seu padrinho que agora é o Ministro. – Me preocupei com o estado de meu pai, ser declarado morto e estar vivo, ele capitou minha atenção quando voltou a falar – Sua habilidade, caso não seja manuseada de maneira certa... pode acontecer coisas realmente terríveis – Joseph disse de uma maneira delicada o que Isabelle simplesmente “jogou” em cima de mim, mas eu não perguntaria novamente quais coisas terríveis eram porque eu já sabia que coisas eram e uma delas era minha.. morte caso abusasse da habilidade - Precisa contar a Corella. – ele disse por fim, olhei meu relógio, era tarde eu precisava voltar para a comunal e dormir para fazer a ronda da madrugada. – Vou contar para ela, na hora certa. - eu dei um beijo no rosto de meu pai - preciso dormir, vejo você amanha. - dei as costas e desci a escada para ir para as masmorras.


EuJoseph




Julie Wanderwood


“So love me like you do, lo-lo-love me like you do love me like you do, lo-lo-love me like you do touch me like you do, to-to-touch me like you do what are you waiting for?”
Monitora Sonserina
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 19
Casa:: Sonserina
Time: Harpias de Holyhead

Julie V. Wanderwood

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por Luck (Fortuna in Ludis) em Qui 25 Ago 2016, 11:11


Novo Recomeço

História

Explicaçao

Olá Convidado,

A quinze anos atrás o mundo bruxo conheceu uma força destrutiva tão grande, tão poderosa e tão cruel quanto o lendário lorde Voldemort. Um novo lorde das trevas surgia, Lord Antony Darligulv, Antony, que outrora fora um estudante em Hogwarts e um dos melhores amigos daqueles que se tornariam Ministro e Diretora de Hogwarts, Albert e Alexia, se desviou dos ensinamentos de Hogwarts, aprofundando-se em uma busca por poder e conhecimento negro, cada vez mais inclinando-se às trevas.
Após se formar Antony decidiu partir em busca dos antigos manuscritos de Lord Voldemort, revivendo o termo Comensais da Morte e mergulhando o mundo em uma nova era de trevas. Antony em sua busca por controle sobre o mundo bruxo desafiou seus antigos amigos, o Ministro da Magia Albert W. McAlister e a Diretora de Hogwarts Alexia R. Watsgrint, embora diversos embates tenham ocorrido, jamais houvera um vencedor.



Não se sabe o que causou a queda das proteções de Hogwarts, mas é de conhecimento geral o que ocorreu após isso. Com a queda de seus feitiços e rituais de proteção Hogwarts fora atacada pelo temível Lord Antony Darliguv e seus cruéis Comensais da Morte. Após o ataque ao Ministério da Magia Inglês, que levou o bruxo Gerard Guinever, bruxo que fora considerado o Bruxo deste Milênio, a morte.
Antony invadiu Hogwarts, uma invasão que custou caro ao mundo bruxo. Durante a invasão que entrou para os livros de história como o maior massacre do mundo bruxo, Lord Darligulv e seus Comensais findaram com um incontável números de vidas. Alunos, funcionários e professores pereceram pelas mãos do Lorde e seus seguidores. Em um último embate o Ministro da Magia, Albert W. McAlister, caiu perante a varinha do Lorde das Trevas, após a queda de Albert, Antony partiu em busca de sua última grande inimiga, a Diretora de Hogwarts, Alexia R. Watsgrint.
O duelo entre Alexia e Antony causou uma destruição imensa em Hogwarts, bem como a morte de muitos alunos em meio ao processo. Após o fim do duelo o Lord Antony Darligulv caiu perante a varinha de Alexia, com a queda do lorde os Comensais que o acompanhavam foram sendo derrotados rapidamente, não deixando outra alternativa aos que sobreviveram senão fugir de Hogwarts.
Um último Comensal, John B. Smooken, braço direito do Lord Antony Darligulv, confrontou Alexia pela morte de seu mestre, em meio ao duelo, quando a vitória do comensal parecia certeira, uma chama de esperança surgiu, Robert S. Winchester interveio, matando o comensal e salvando a vida de Alexia. Após o ataque Robert simplesmente desaparecera sem deixar qualquer vestígio, ignorando até mesmo os agradecimentos de Alexia ou do mundo bruxo.



Um ano após o impetuoso ataque, entre reformas e construção de novos meios de proteção, Hogwarts finalmente estava pronta para receber alunos novamente. Agora vinha a parte mais difícil, que era convencer os bruxos de todo o mundo que Hogwarts era um lugar seguro para as crianças de todo lugar. Embora Alexia Robb Watsgrint conseguisse provar que Hogwarts estava novamente apta a abrir as portas e receber alunos, ainda existem aqueles que desconfiam de tal coisa.



Staff
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Nenhum

Luck (Fortuna in Ludis)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por Ben H. Monreal em Qua 21 Set 2016, 20:25

Genero?
Assim que saiu de sua comunal, cansado de ficar deitado la sem fazer porcaria nenhuma, decidiu ir ate o corujal, talvez mandar uma carta a seu pai não fosse uma má ideia, mostrar a ele que não entrara na casa de sua esquecível mãe.  Ben subiu as escadas com a mão no bolso, estava um dia não muito  quente, nem frio, estava fresco. 

O fato de suas mãos estarem no bolso era mais por estilo, ele gostava de estar com as mãos daquele jeito, achava que mostrava soberania a qualquer um que ousasse puxar assunto com ele. Ele odiava conversar com pessoas, na maioria das vezes as pessoas falavam demais sem parar isso o irritava.  Assim que chegou no corujal, observou as diversas corujas ali presentes, boa parte delas eram de alunos, mas Hogwarts tinham as suas caso alguém não tivesse uma. Observou em silencio ate sentir algo bater em sua cara, era sua coruja, pequena e irritantemente empolgada com a visita. 

Pegou a mesma pela cabeça e a colocou em seu ombro para que a mesma parasse de bater suas asas em seu rosto.  Andou ate um canto onde havia bancos e mesas de pedras, talvez para pessoas escreverem suas cartas ou para ficarem em silencio observando as corujas, o que ele não via sentido na ultima alternativa. Sentou-se no banco e tirou do bolso um pergaminho amassado e um tinteiro. Olhou para sua coruja e puxou rapidamente uma pena da mesma que apenas soltou um pio insatisfeita, mas logo em seguida voltou a mostra-se toda carinhosa para Ben. A pequena pena, era horrível, mas serviria naquele momento para escrever as poucas palavras que ele tinha para seu pai. 

Começou a escrever em silencio enquanto a coruja andava de um lado para o outro aos pulinhos animada, como aquilo irritava Ben, pensou ele olhando alguns momentos para o animal. Assim que terminou de escrever olhou para sua coruja e ficou em silencio pensativo, não deu questão de um minuto e o mesmo pegou-a pelas pernas, deixando ela de cabeça para baixo. Abriu as pernas da coruja umas vezes e olhava enquanto ela piava raivosa, queria saber se sua coruja era menino ou menina, pois o mesmo tinha umas ideias de nomes caso fosse menino. Parou de puxar suas pernas quando ouviu uma voz surgir no local. 


Carta:

Querido Vadmlir...

Fala ai Velho, faz já um dia e meio que não nos vemos correto?? Provavelmente ja deve estar bêbado... Enfim, estou lhe enviando essa carta para lhe informar que estou vivo primeiramente! E que entrei para a Sonserina, isso mesmo, não fui para a casa daquela que você a chama de minha mãe... Enfim... Ate mais velhote, te vejo nos  feriados...

OBS: Quero saber dos seus casos no Ministerio quando nos vermos
De: Ben Coleman





Benjamin Monreal
Hood
 
Sonserina
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Tornados de Tutshill

Ben H. Monreal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por Jennifer Debnam-Carey em Qui 22 Set 2016, 14:06


Cartas
Jennifer Outros - Ben Alec - Dean

Pare de fazer isso com ele - Falei me aproximando de Ben que sem hesitar soltou a pobre coruja de volta para a mesa, era incrivel como aquele ser era carinhoso, pois em questão de segundos ele voltou a se esfregar em Ben, o mesmo que estava segurando-o de cabeça para baixo, abrindo suas patas sei la por que. Eu segurava meu pergaminho e minha pena colados ao meu corpo, me aproximei lentamente, Ben me olhava em silencio, nao dava para saber o que se passava em sua cabeça. 

Me sentei ao seu lado em silencio e logo em seguida olhei para o mesmo um tanto incrédula. - O que pensa que estava fazendo?? Virando sua coruja de cabeça para baixo?? - Perguntei tudo de uma vez só, surpreendendo o mesmo que abriu a boca algumas vezes mas nada saiu da mesma. Ficou um leve silencio constrangedor  Ele coçou rapidamente sua cabeça antes de me responder. - Estava tentando ver qual era o sexo... - Falou e no mesmo instante eu arregalei os olhos, aquilo fazia sentido, ele estava a procurar algo que comprovasse o sexo, mesmo sendo de um jeito completamente errado. 

- Nao precisa virar ela para ver isso...
- Falei e apontei rapidamente para sua pequena coruja em seu ombro, o que o fez olhar oara ela e depois direto para mim. - Me permite? - Perguntei e o mesmo rapidamente afirmou com a cabeça. Me inclinei para perto de seu ombro pegando delicadamente a pequena coruja que lhe pertencia, ele me acompanhou com os olhos enquanto eu segurava com as duas maos a coruja e virava ela delicadamente de lado, observando entre suas pernas qualquer coisa evidente. - É macho - Falei e logo olhei para Ben.

O menino se inclinou para perto de mim, parecia bastante curioso em saber como eu consegui ver, apenas virei a coruja para ele e apontei para onde ele deveria ver. Ele arregalou os olhos e soltou um leve Ah continuo por um tempo e logo depois sorriu para mim sem graça. - Era simples - Falei segurando uma risada enquanto ele voltava a se apoiar na cadeira de pedra daquela pequena mesa no corujal. - Nao precisava quase arrancar as  pernas de sua coruja... - Falei e o mesmo soltou uma leve risada, não muito grande.

Com uma leve conversa sobre corujas, podia-se notar que Ben era um menino mais calado do que os outros que haviam em Hogwarts o que era curioso por um lado e assustador por outro, nunca se sabia direito o que ele pensava. Um leve silencio se formou entre nós, comecei a escrever a carta para ,meu pai e Faith, já que minha mae estava aqui, enquanto ele brincava com a coruja meio pensativo. Queria passar o tempo ali escrevendo, mas com companhia, porem criar uma conversa com ele seria um desafio. - Ben... - Falei chamando  a atenção do menino ao meu lado que apenas me olhou sem parar de brincar com a pequena coruja. - Ja tem ideia para um nome para ele? - Perguntei olhando para a coruja e para Ben em seguida esperando uma resposta. 


Grifinória
avatar

Jennifer Debnam-Carey

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por Ben H. Monreal em Qui 22 Set 2016, 15:15

Papo
- É macho - Ben ergueu uma sobrancelha no mesmo instante e inclinou a cabeça para ver como Jennifer tinha tanta certeza do que falava, foi quando a mesma virou sua coruja para si e mostrou o que confirmava suas palavras. Bem  fez um rápido som com a boca, mostrando que naquele momento apenas que ele havia percebido, estava torturando sua própria coruja, sendo que  havia um jeito muito mais fácil, pensou enquanto se ajeitava na cadeira de pedra. 

Ben voltou a fazer carinho em sua coruja que era agitada demais para o mesmo, enrolou o pergaminho com as palavras para seu pai e prendeu em uma das patas de sua coruja. - Ja tem ideia para um nome para ele? - Falou chamando a atenção do moreno que parou de amarrar na perna. Jennifer era uma menina que adorava conversar e Ben não sabia lidar muito com essas coisas, não que a menina lhe irritava, mas ele sendo uma pessoa de poucas palavras acabava criando barreiras entre os dois. - Como é menino... Vou chama-lo de Gustus - Falou e Jennifer sorriu, talvez o nome de fato fosse incomum. 

Deu um leve tapa na parte traseira de Gustus dando a ele permissão para voar com a carta ate seu pai, observou junto a loira ao seu lado, sua pequena coruja voar para longe. Quando parou de olhar para o céu onde agora Gustus já havia sumido, olhou para Jennifer e pode ver que a mesma estava a escrever uma carta. - Avisando a seus pais de sua seleção? - Perguntou tentando não deixar um silencio entre os dois, coisa que Ben não era muito bom em fazer. 





Benjamin Monreal
Hood
 
Sonserina
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Tornados de Tutshill

Ben H. Monreal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por Jennifer Debnam-Carey em Qui 22 Set 2016, 17:45


Cartas
Jennifer Outros - Ben Alec - Dean

- Avisando a seus pais de sua seleção? - Olhei no mesmo instante para Ben, bastante surpresa que ele estava iniciando uma conversa, ele era muito misterioso e quieto o que sempre era um obstaculo para criar uma amizade com ele, mas tentar ser seu amigo era algo bastante interessante. Confirmei rapidamente com a cabeça olhando para o que eu escrevia aos meus pais. - Meu pai e minha irma apenas, minha mãe esta aqui, ela e professora. - Falei  soltando a pena e olhando para Ben novamente que parecia surpreso por saber que minha mãe lhe daria aula.

- E você? Seus pais eram da sonserina, ou só um deles ou nenhum deles?
- Perguntei e percebi que ele pareceu um pouco incomodado com a pergunta, o que me fez perceber que talvez eu estava a tentar conhece-lo rápido demais, estava tentando abri-lo a força. Estava preste a pedir desculpas pelo meio jeito quando o mesmo respirou fundo. - Meu pai era Sonserino, por isso vim para a Sonserina - Falou parecendo tranquilo em responder. 

Um silencio ficou entre nós novamente, olhei para minha carta que agora estava terminada e a dobrei me levantando logo em seguida, o moreno me acompanhou com os olhos enquanto eu escolhia uma coruja pertencente a Hogwarts. Prendi em sua patinha a carta e lhe disse baixinho onde meu pai estava, a mesma saiu voando dali. Fiquei olhando-a por um tempo antes de me virar para Ben novamente. - Prefiro Gatos, por isso não tenho coruja... - Falei enquanto via o mesmo se levantar e andar ate mim, estávamos em pé em uma das janelas que dava para uma linda vista. -Estava indo perguntar isso - Falou ele soltando um sorriso que me fez me perguntar se aquilo era mentira ou verdade. 

- Qual o nome do seu gato? - Perguntou talvez curioso mesmo ou apenas por educação já que eu havia perguntado ao mesmo o nome de sua coruja. Ben era uma incógnita. - Cleo - Falei para o mesmo que apenas sorriu afirmando ser um nome fofo, sorri para o mesmo quando escutei o elogio. - Quando quiser, te mostro ela, esta la na minha comunal - Falei para o mesmo que apenas afirmou pensar se iria ver ou não. - Vamos, vamos descer, quero comer algo - Falei para o mesmo dando as costas para ele que apenas me seguiu para fora do corujal. 



Grifinória
avatar

Jennifer Debnam-Carey

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por Robert S. Winchester em Seg 26 Set 2016, 22:03





Enviando uma Coruja


Ao chegar ao corujal a primeira coisa que notei fora Ben e uma garota ali, cumprimentei Ben com a cabeça e e fiz o mesmo com a garota, havia uma corrente forte de ar batendo em meu rosto, varias corujas de divisas cores olhavam para mim, respirei fundo, assim que avistei minha coruja, negra e com uma personalidade bem parecida com a minha, já que ao contrário das duas corujas escolhidas juntas num canto, a minha estava empoleirada no alto da torre, sozinha, sorri e estiquei o braço, a minha coruja desceu imediatamente pousando no mesmo.
- Leve para ele e espero que esteja no local o quanto antes.
Eu havia treinado Cale, minha coruja, para que reconhecesse Fergus como "ele", era arriscado demais falar o nome dele, ainda mais na escola, uma vez que o mesmo era um Comensal procurado.
Ela bicou minha orelha esquerda, fazendo o sinal positivo. Abriu as asas voltando para o lugar onde estava e dali saiu voando. Sorri e deixei o Corujal, dando a Ben e a garota privacidade.


Narração ɸ ɸ ɸ Robert S. Winchester




ɸ Slytherin ɸ

Robert S. Winchester
Monitor Sonserina
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 26
Casa:: Sonserina
Time: Morcegos de Ballycaste

Robert S. Winchester

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por Samuel H. Salvatore em Dom 09 Out 2016, 14:27



♢ Hogwarts ♢

Corujal!


Com os braços estendidos ao alto, Samuel se despedia da preguiça matutina. À porta, o moreno observa seu quarto para se assegurar de que tudo estava como deveria estar, claro, após ter arrumado toda a bagunça de uma boa noite de sono e muito descanso. - Samuel, a escova fica - Comentou o amigo, este que lia um livro e, notou que o lufano ainda estava com a escova de dentes na boca. - Ah, claro. Obrigado - Dizia enquanto tornava à comunal para guardar o objeto.
A manhã era digna de um belo passeio antes de enfrentar as aulas que viam à seguir. Com um pergaminho entre os dedos, subiu as escadas do corujal, girando e girando, pulando degraus, ele alcança o topo. Respirou o ar puro antes de adentrar por completo no local repleto daquelas belas aves. - Portus! - Chamou sua coruja que postou-se prontamente no poleiro-central. Samuel acaricia as lindas e extensas penas de seu animal. - Bom garoto. - Entregou um petisco à ave, esta que bicou o alimento sem hesitar. - Isso tudo é fome, é? - Riu. Então revisou a carta que enviaria para casa, mais especificamente à sua tia Heidi. - Garoto, preciso que leve isto aqui para casa, okay? Diretamente para Heidi, se lembra dela? É claro que sim. Enfim. - Se interrompeu e deixou a carta bem segura com Portus, a coruja. - Agora vá, amigo - Imponente, Portus levantou voo e sumiu aos céus, batendo suas lindas asas. O Lufano sorriu, e se preparava para deixar o lugar quando ouviu passos cada vez mais próximos de si.
Ele olhou e viu uma linda garota ruiva, sorriu e deu passagem para ela, então, quando tentou abrir a boca para dizer algo à ela, falhou, tornando a fechá-la. Mas não parou por aí. Após dar uma boa olhada nela, mesmo que de costas, prosseguiu - Ér... Qual delas é a sua? - E tais olhos se voltaram para ele. "Maldição..." Praguejou mentalmente ao travar por segundos. - Digo. Quais delas sua... são? Não! Me desculpe. Qual das corujas é sua? - Recebeu a resposta com um simpático sorriso marcado entre os lábios. - Eu sou Samuel, e você? - Questionou, estendendo sua mão para receber um cumprimento e escondendo toda a explosiva vergonha por trás do tal sorriso.

Carta para Heidi:
Querida tia.

Por prolixos momentos estive pensando comigo em como iniciar esta carta. Sinto-me feliz, finalmente, depois da morte de meus pais é a primeira vez que posso dizer que estou contente. Também me esforço muito nos estudos, sabe? Apesar de não ser o melhor, estou sempre procurando me superar neste quesito. Hogwarts é tão grande. Poderia ler histórias e mais histórias sobre a escola, mas minha imaginação nunca chegaria à tanto. Enfim. Para que isso ficasse melhor, só você estando aqui. Soube que agora é vice-ministra, estou impressionado e orgulhoso. Por mais proveitoso que seja minha estadia aqui, estou realmente ansioso para revê-la quando puder. Sinto saudades suas.

De seu sobrinho preferido,

Samuel Hunter Salvatore

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Samuel <<>> Pensamentos <<>> Dean D. Parrish <<>> Milena M. Ackles


Samuel Hunter Salvatore
Lufa-lufa
avatar

Samuel H. Salvatore

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por Milena M. Ackles em Seg 10 Out 2016, 10:39
















CORUJAL


Era de manhã, não havia muito o que fazer, decidi visitar minha coruja, mesmo não precisando enviar carta alguma, não havia para quem enviar, subi as escadas, e próximo ao corujal, ouvi que tinha alguém ali, era um lufano, que abriu passagem para que eu pudesse entrar, olhei para cima para tentar achar minha coruja no meio de tantas.
- Ér... Qual delas é a sua? - Olhei para o garoto - Digo. Quais delas sua... são? Não! Me desculpe. Qual das corujas é sua?
Segurei uma risada, o lufano estava desaprendendo a falar, mal pude disfarçar, sinto algo pousando em meu braço e respondo sorrindo:
- É essa, diz Oi Doritos - a coruja bateu as asas e a abracei, apesar dele não gostar muito de abraços, parecia incomodado, mas depois de tanto tempo, já estava acostumado.
- Eu sou Samuel, e você?
- Milena, prazer! - estendi a mão para cumprimenta-lo - eai? O que faz por aqui?


Dont you hate that?

Minhas Falas// Outras Pessoas// Pensamentos // BY LOONY!


Milena Missae Ackles

 
"Um Choro Fraco Mostra Um Momento de Dor"
Ou Muitas Vezes a Esperança de Um Grande Amor...
Grifinória
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 20
Casa:: Grifinoria
Time: Harpias de Holyhead

Milena M. Ackles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por Alec S. Duchanne em Sab 15 Out 2016, 19:41

SomeNews
Alec Sherwood
slytherin
16 years
pretty boy
don't touch my hair, bitch!
Estava uma manhã fria quando Alec saiu da comunal antes de qualquer outro. Do lado de fora assoprava as mãos a todo momento tentando esquentá-las, aquele dia estava realmente frio, esperava que não ficasse assim a noite, pois seria a grande festa de sua mãe, a nova editora chefe do profeta Diário. Agora sim leriam algo que preste nessa bagaça. Esquentou as mãos nos bolsos do casaco e foi até o corujal, já estava à espera de uma coruja de Carmilla.

Subiu rápido e tomando muito cuidado com as escadas escorregadiças até o topo. Já dava para sentir o fedor, de caca de coruja desde o solo. Sua coruja chegara ao mesmo tempo que ele. – Olá Savannah – acariciou a coruja e abriu dois envelopes que a mesma tão cansada carregava em seu bico. Um convite da festa enviado diretamente da editora com uma outra carta escrita pela mesma. Onde dizia que depois do meio dia chegaria o melhor terno que encontrou no mundo bruxo e que seu irmão, Zack, tio de Alec, iria espera-lo em frente à escola uma hora antes do horário da festa para aparatarem até o local.

O sonserino deu um último beijo em sua coruja que voou para longe. Estava preste à descer as escadas quando topa com Bem que estava ainda sonolento – Oi Ben! – Cumprimentou o garoto que estranhou Alec falar com ele. Alec desceu as escadas e foi para o salão principal tomar café da manhã.




Sonserina
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 20
Casa:: Sonserina
Time: Morcegos de Ballycaste

Alec S. Duchanne

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por Samuel H. Salvatore em Qui 20 Out 2016, 10:21



♢ Hogwarts ♢

Corujal!


- Milena, prazer! E aí? O que faz por aqui?
Samuel sorriu abertamente, depois apenas ergueu os olhos para as inumeras corujas que haviam ali, não existia muito a se fazer ali na verdade, as únicas opções eram alimentar seu animal de estimação ou enviá-lo a algum lugar, ele encarou a garota. – Estava enviando uma carta para minha tia! Contando para ela como está sendo minha primeira semana aqui! – Samuel encara a garota e a coruja de nome engraçado dela.
A garota era bonita, realmente bonita, de modo que era difícil não nota-la, isso mesmo em meio a uma multidão, Samuel sorriu, mas logo seu sorriso murchou, claro que alguém como aquela garota possuiria algum pretendente, e Samuel acabara de conhecer, na verdade cumprimentar, a garota, seria indiscreto pergunta-la algo sobre sua vida pessoal, então ele apenas sorriu. – Então... Você não parece uma primeiranista... – A garota sorriu – Não, estou no quinto ano! – Samuel murchou ainda mais, claro que evitando transparecer, uma garota, bonita e do quinto ano, claro que Samuel não tinha qualquer chance com ela, mas respirou fundo e continuou a conversa – E você? Veio apenas alimentar sua ave ou enviar alguma carta?

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Samuel <<>> Pensamentos <<>> Milena M. Ackles


Samuel Hunter Salvatore
Lufa-lufa
avatar

Samuel H. Salvatore

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por Milena M. Ackles em Dom 23 Out 2016, 16:05















CORUJAL


Depois de ouvir a resposta de Samuel, percebi o quão estranho era aquela pergunta, estávamos no corujal! O que mais ia fazer lá?
– Então... Você não parece uma primeiranista... – realmente não era mesmo, sorri e respondi.
– Não, estou no quinto ano! – Percebi a mudança na expressão de Samuel, não havia entendido o por quê, mas realmente as pessoas falavam que não parecia ser tão velha assim, sempre me davam uns 15 anos, e eu achava até que bom ter aparência de ser mais jovem, mais conservada, apesar de também não ser tão velha assim...
– E você? Veio apenas alimentar sua ave ou enviar alguma carta?
Refleti sobre a pergunta, eu realmente não ia fazer nada, não sabia o que responder, pois nem comida eu tinha trazido para alimentar Doritos, e a única pessoa que eu poderia enviar uma carta era meu pai, que sempre, mas não havia o que escrever, respondi.
- Bom... Eu não sei, eu gosto de vir aqui, gosto de corujas - diante das coisas que eu estava falando, percebi que minhas respostas não estavam sendo tão normais, será que tinha passado uma má impressão já?, mal acabara de se conhecer e já estava fazendo o calouro me estranhar... ou não? - Ah, estou sem nada para fazer, só estou vagando por Hogwarts - respondi de forma mais coerente...
- Te entendo - disse ele rindo, e continua falando...

Dont you hate that?

Minhas Falas// Outras Pessoas// Pensamentos // BY LOONY!


Milena Missae Ackles

 
"Um Choro Fraco Mostra Um Momento de Dor"
Ou Muitas Vezes a Esperança de Um Grande Amor...
Grifinória
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 20
Casa:: Grifinoria
Time: Harpias de Holyhead

Milena M. Ackles

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por James C. Armstrong em Sex 16 Dez 2016, 07:48

Conversa Seria
James MarieJulie Robert StellaMilena JackPensamentoEmily - Dean -


Saimos do salao e ela parou a minha frente, com uma cara incomum, nao era uma cara fechada e provocativa, era uma cara de saudades, engoli o seco me mantendo serio. - Vamos para o corujal - Falei e a mesma afirmou com a cabeça. O caminho todo fomos  em silencio, eu me perguntando como ela sabia sobre Nathalie e agora tudo batia, aquele era o verdadeiro proposito da  mesma ter invadido meu quarto, ela olhou meu relatório sobre minha mãe.

Assim que chegamos ao corujal, eu fiz um rapido carinho em minha coruja que nao via a dias e depois voltei o meu olhar para Marie novamente. - Voce invadiu meu quarto para ler meus arquivos sobre a Nathalie certo? - Falei em tom rigido com a mesma que apenas se manteve em silencio, agora ela estava fazendo o jogo do silencio comigo. - E o que voce quer falar dela agora? - perguntei enquanto a mesma se mantinha em silencio, respirei fundo mantendo minha postura seria. - Fala de uma vez Marie - Gritei com raiva para a mesma que começou a falar ou fazer algo.







James Crawford Monreal Armstrong
People who make us happy, are never the people who we expect...
Corvinal
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 14
Casa:: Corvinal
Time: Tornados de Tutshill

James C. Armstrong

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por Marie R. Stonkovick em Sex 16 Dez 2016, 22:31

Truth
.
Marie
Nathalie
James  
Theon
Eu olhei para James que estava esbravejando comigo, apenas escutei ele dizer as coisas que tinha para dizer e quando ele terminou eu descruzei meus braços e tirei da cintura o papel que eu havia pego - Antes de você me xingar, brigar, me bater, me dar as costas você deve saber que eu durante esse ano não estava por aí sozinha.. Robert estava comigo. - ele agora estava calado, talvez surpreso por baixo de sua expressão séria - Ele me fez acreditar, com falsas memorias e uma lábia incontestável, que eu era sua irmã filha de Anthony. - James passou a mão pela boca, como se se perguntasse o que ele tinha a ver com aquilo, e estava prestes a sair quando eu falei em um tom mais alto - Eu deveria estar brava com você, por ter escondido que sabia que sua mãe tirou minhas memórias e não ter me dito nada! - ele parou imediatamente.

Voltou até mim e segurou nos meus ombros - O que você quer dizer com isso? - ele me olhou nos olhos, e eu com um movimento me soltei de suas mãos. Chad já havia me segurado hoje e eu estava cansada daquilo. - Eu sei de tudo. Me lembro de tudo. Eu sei quem eu era, e como o nosso Queridíssimo Lorde das trevas, Robert Winchester acabou com a minha vida e com qualquer possibilidade de eu ter você de volta. Mas - ainda exaltada eu me virei para James e sorri - Robert, depois que soube que tiraram minhas memorias, começou a implantar não sei como memorias falsas que incluíam ele e Anthony para me usar, me fazer ficar ao seu lado nas trevas e me fez acreditar que Alexia era quem havia tirado. Não sei porque ele e Nathalie desprezam tanto os Watsgrint mas não vem ao caso agora. Eu ajudei Robert em muitas coisas durante o ano que ficamos fora de vista.. Era como se ele mandasse e eu obedecesse porque ele era o lorde e eu deveria obedecer o Lorde, mas quando se tratava de algo pessoal eu o questionava varias  e varias vezes antes de decidir acatar ou não seu pedido - James ouvia atentamente cada parte da história.

Eu me sentei no chão do corujal, enquanto eu falava estava andando e dando voltas e voltas e aquilo havia me feito ficar tonta. - Ele me ensinou a me alimentar de humanos e depois mata-los como se nenhuma vida fosse tão preciosa quanto a dele. Eu matei uma pessoa depois que eu vim para Hogwarts.. não aqui é claro. Eu gostava da Candyce, mas ela estava no lugar errado na hora errada e eu estava com fome. - baixei minha cabeça rindo e quando parei James estava sentado do outro lado me encarando esperando uma continuação. - Durante o ano que passou e esse ano eu estava tendo flashbacks da minha vida de antes, vários deles envolviam você, Emily e Julie. E eu comecei a pirar. Eu afastei você para não te machucar num dos meus surtos e porque Robert poderia mandar te machucar. E então Nathalie me pareceu a unica saída para me ajudar, e como eu sabia que tinha um dossiê completo sobre ela deveria ter uma pista de onde ela estava. - Me levantei desdobrando o papel, eu havia riscado os endereços que eram falsos e circulado de azul aquele que ela estava, entreguei para James que encarou o papel, vendo as anotações. - Eu pedi ajuda para tentar recuperar o que Alexia tinha tirado de mim, e ele revelou que fora ela quem havia tirado minhas memórias a mando de Robert e que me devolveria.. Mas tinha um preço - James me olhou e na mesma ora se levantou ficando na minha frente e me encurralando na parede, perguntou qual era o preço que ela havia cobrado - Que eu a ajudasse em tudo que ela pedisse. E eu aceitei. - ele estava com uma expressão que eu nunca havia visto antes. Ficamos os dois calados por um longo tempo. As corujas piando, voando e pousando e ainda assim ficamos calados encarando um ao outro. - Eu tenho todas as minhas memórias James, todas. De você me pedindo em namoro. De você sumindo de um dia pro outro. De você voltando com um buquê de flores, eu escolhendo Nick ao invés de você quando sabia que ele não me faria feliz como você, de como eu beijei você na comunal e traí ele, de como você me puniu. - coloquei minhas mãos em seu rosto e me aproximei dele colando nossas testas. Fechei meus olhos - Eu me lembro de tudo - ficamos ali por mais um tempo até James se pronunciar.







Just come to make me feel alive
♛ - 15 - Come make a mess with me
Corvinal
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 14
Casa:: Corvinal
Time: Morcegos de Ballycaste

Marie R. Stonkovick

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por James C. Armstrong em Sab 17 Dez 2016, 21:01

Conversa Seria
James MarieJulie Robert StellaMilena JackPensamentoEmily - Dean -


- Eu me lembro de tudo - Olhei rapidamente o endereço circulado no papel com mil e um deles, finalmente eu tinha a localização certa de minha mãe gracas a Marie. Meus pensamentos rapidamente pensaram no Natal como  uma forma de finalmente encontra-la depois de tempos. Olhei para a corvina a minha frente, ela não me olhava com ódio por ter escondido saber de suas memorias tiradas. Respirei fundo, ao mesmo tempo me preocupava por Robert ser o novo Lorde.

Ele podia por todos nós em perigo, principalmente Emily, minha melhor amiga. Apesar de todas aquelas coisas estarem em minha cabeça ao mesmo tempo, tudo que eu conseguia pensar principalmente naquele momento era como eu queria abraçar e beijar Marie por finalmente ela se lembrar de tudo nosso. Nao pensei nem duas vezes, apenas coloquei minha mão em seu pescoço puxando-a para um beijo longo e demorado quase como se não tivesse fim.

Assim que a soltei ela se afastou lentamente dando um leve suspiro. - O que foi isso? - Perguntou a mesma para mim enquanto nossas cabeças se mantinham coladas. Ergui meu olhar para a mesma e soltei um leve sorriso. - Esperei o momento certo para fazer isso - Falei e a mesma prendeu um sorriso, provavelmente ela se sentia ainda culpada por ter me afastado, mas eu não a culpava. - Entendo por que você me afastou... Eu teria feito o mesmo - Falei buscando por sua mão e segurando logo em seguida.

A mesma soltou um sorriso me dando um rápido selinho para matar a saudade, soltei um sorriso e afastei minha cabeça da dela agora minha expressão estava fria como nunca o que a assustou inicialmente. - Eu vou acabar com Robert, por ter nos separado -Falei e na mesma hora ela falou algo.







James Crawford Monreal Armstrong
People who make us happy, are never the people who we expect...
Corvinal
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 14
Casa:: Corvinal
Time: Tornados de Tutshill

James C. Armstrong

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por Marie R. Stonkovick em Dom 18 Dez 2016, 01:52

Truth
.
Marie
Nathalie
James  
Theon
- Eu vou acabar com Robert, por ter nos separado - assim que ele soltou essa frase, meu rosto se tornou sério. Assim como sua expressão estava antes de ele comentar. Eu o encarei por alguns segundos antes de respirar fundo. - Você vai ficar bem, bem longe de Robert.. Eu o os comensais vamos dar um jeito nele - James se tornou mais sério ainda, como se fosse possível. - Antes que pergunte se sou uma deles, não. Não sou. - Lhe mostrei meus braços, para afirmar que não havia marca negra.

Ainda estávamos de mãos dadas, com a mão livre eu fiz carinho em seu rosto - James.. Eles me mantiveram sã, quando eu estava longe de todo mundo. Robert me deixou um ano praticamente presa em uma casa maravilhosa na Noruega. Nathalie e Klaus iam me ver de vez em quando, quando sabiam que Robert não estava em casa. Eu confio em você mas não vou deixar você se por em risco - James segurou meu rosto com suas duas mãos e me fez olhar em seus olhos. E disse que não deixaria eu enfrentar Robert sozinha, nem que fosse com a ajuda de Klaus e sua mãe.

Eu revirei os olhos, agora eu conseguia me lembrar que ele sempre fora teimoso assim. Não adiantava eu dizer que ele não ia fazer algo pois ele dava um jeito de me burlar e fazer do mesmo modo. - Eu não vejo Robert a dias, e nesses dois dias que eu passei procurando sua mãe, endereço por endereço, observação vai ter que me recompensar muito bem por lhe dar a localização exata dela, voltando ao assunto  eu não faço ideia de onde ele possa estar, Já que vai insistir em me ajudar mesmo eu não querendo.. Sabe de alguma noticia dele? - perguntei esperando uma resposta positiva. Caso ela não viesse estaria na estaca zero mais uma vez.







Just come to make me feel alive
♛ - 15 - Come make a mess with me
Corvinal
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 14
Casa:: Corvinal
Time: Morcegos de Ballycaste

Marie R. Stonkovick

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por James C. Armstrong em Dom 25 Dez 2016, 22:07

Acerto de Contas
James MarieJulie Robert StellaMilena JackPensamentoEmily - Dean -


- Se eu fosse você eu não confiaria tanto assim nos comensais... - Falei olhando em seus olhos enquanto nossos dedos ficavam entrelaçados, tudo aquilo parecia ser um sonho, finalmente realizado e completo, eu estava completamente feliz em ter-la novamente comigo e com suas memorias intactas. - Falo por experiencia própria... - Falei abaixando de leve a  cabeça lembrando de Nathalie, iria passar o natal com a mesma, lembrar dos velhos tempos e ter uma conversa seria com a mesma.

- Só me prometa tomar cuidado quando falar com eles... - Falei e Marie rapidamente afirmou com a cabeça com seus olhinhos de cachorrinho abandonado. Soltei um sorriso respirando fundo e apaixonado em sua direção. - Robert sumiu faz alguns dias de Hogwarts... - Falou e a mesma olhou para baixo pensativa talvez pensando onde o mesmo poderia estar. Olhei ao redor estávamos apena nos dois naquele belíssimo lugar.

- Nem mesmo Emily sabe onde ele esta... Se bem que Emily anda estranha em relação a Robert... - Falei ficando levemente pensativo lembrando dos leves momentos em que eu tentara falar sobre o mesmo e a corvina sempre mudava o assunto. - Parando para pensar agora... Sera que ela sabe que Robert é o Lorde? - perguntei olhando para Marie que apenas ergueu os ombros. Mas por um momento Marie ficou pensativa, nao sabia o porque, logo decidi mudar de assunto.

- Vou passar o natal com a Nathalie... - Falei e a mesma olhou surpresa e logo pude ver um sorriso se fazendo em seu rosto, eu conhecia aquele sorriso mas não concordava com ele. - Ótimo... Ela quer se ajeitar com você James... - Falou e eu apenas revirei os olhos, não acreditava nas palavras de minha mãe, sabia que ela sempre escolheria sua vingança do que a mim.

- Vou lá para tentar descobrir sobre o Robert e não dar a minha mãe uma segunda chance.,.. - Falei serio para Marie que me olhou com ar de reprovaçao tocando de leve em meu ombro me chamando a atenção, assim que a olhei ela falou algo.







James Crawford Monreal Armstrong
People who make us happy, are never the people who we expect...
Corvinal
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 14
Casa:: Corvinal
Time: Tornados de Tutshill

James C. Armstrong

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por Marie R. Stonkovick em Ter 27 Dez 2016, 09:23

Truth
.
Marie
Nathalie
James  
Theon
- Vou lá para tentar descobrir sobre o Robert e não dar a minha mãe uma segunda chance.... - reviro os olhos em reprovação. E depois seguro seus ombros e rio. Ele me olha um tanto confuso. Me distancio um pouco dele e de repente me dou conta de que estou surpresa. - Está rindo do que Marie? - ele se torna sério.

Balanço a cabeça em negativa e procuro oxigênio no ar para me recompor e me viro para encarar James - É que eu me dei conta agora de que sua reação não era bem o que eu esperava.. Quero dizer eu te digo que o Robert é o lorde das trevas, que eu matei Candyce e agora com a minha sanidade  de volta não sinto remorso de ter feito e você reage com preocupação com a Emily? - eu o encaro incrédula. E ele me retribui o olhar.

Começo a rir de novo, dessa vez menos sarcástica e mais séria. - Mal voltamos a estar bem e você já está começando a querer brigar - ele diz e revira os olhos cruzando os braços. Continuo a encarar - Não quero brigar.. Só estou constatando que eu digo para você que eu matei a prima dela e outros humanos, e você nem dá bola.. Não era o que eu esperava depois de eu ter dito pra você que eu nunca mataria um humano para me alimentar. Mas esquece isso.. Vamos falar sobre você se encontrar com a sua mãe - ele me interrompe no mesmo instante.







Just come to make me feel alive
♛ - 15 - Come make a mess with me
Corvinal
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 14
Casa:: Corvinal
Time: Morcegos de Ballycaste

Marie R. Stonkovick

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por James C. Armstrong em Qua 28 Dez 2016, 19:27

Acerto de Contas
James MarieJulie Robert StellaMilena JackPensamentoEmily - Dean -


- Voce quer que eu fique bravo com você, sendo que você deixou claro que a pessoa que fez todas essas atrocidades não era você de verdade? - Falei e a mesma perdeu a fala na mesma hora, percebendo que no fundo eu tinha uma ideologia que fazia sentido. - Você deixou claro que a pessoa que fez tudo aquilo não era você... Então por que eu ficaria bravo ou decepcionado com você? - Falei e a mesma abaixou a cabeça talvez arrependida de ter me dado tapadas.

- E ainda tem ciumes da Emily?
- Falei soltando uma gargalhada que a mesma pareceu nao gostar tanto que cruzara os braços mantendo sua expressão seria. - Nao gosto dela, relaxa - Falei me ajeitando pois minhas costas estavam começando a doer devido ter que ficar sem apoia-las. Levei minha mão rapidamente ao rosto de Marie que me olhou agora surpresa por meu gesto delicado com a mesma.

- Você não é um mostro ok? Sei que esta se achando isso, mas você não é - Falei e a mesma me olhou incrédula e quebradiça, eu sabia que ela estava se sentido horrível pelas coisa que havia feito, sei que estava se sentindo culpada. - Isso tudo quem fez foi o Robert, não você... Ele te induziu a isso - Falei e a mesma soltou um leve sorriso envergonhado e feliz, eu sabia que ela estava feliz conhecia ela.

- Apesar de tudo que aconteceu, para mim você continua a Marie irritante, debochada, provocativa, mas com o coração mais puro que eu já vi antes, essa Marie que eu amo, ainda esta aqui, bem na minha frente - Falei puxando a mesma para um beijo longo e demorado que a mesma nem pensou em resistir ao mesmo. Minha mão foi direto para sua cintura e meu corpo foi para cima do dela, ficamos deitados no coruja, eu por cima da mesma ate que a soltei do beijo. - Continua sendo a Marie que eu amo... - Falei em sussurros para a mesma que sorriu de mando um selinho.

Olhei em seus olhos com um sorriso apaixonado e toquei de leve nossos narizes. - Vou estar sempre com você ok? - Falei e estava para sair de cima dela quando a mesma falou algo ou fez algo.







James Crawford Monreal Armstrong
People who make us happy, are never the people who we expect...
Corvinal
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 14
Casa:: Corvinal
Time: Tornados de Tutshill

James C. Armstrong

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por Chad F. Highmore em Ter 17 Jan 2017, 21:33

Back to Hogwarts
Would you let me lead you even when you're blind?

Assim que me separei de Emily eu decidi mandar uma coruja para meu bom pai que nesse momento deveria estar namorando alguem no qual matava criancinhas escondido. Assim que cheguei ao corujal pude encontrar um jovem no qual eu nao via desde antes do Natal. - Ben... - Falei chamando a atençao do menino a minha frente que apenas se virou sorrindo e acenando para mim.

Me aproximei do mesmo sem falar nada apenas lhe dando um soco bem no meio de sua cara fazendo com que o mesmo caisse no chao. - O que diabos foi isso! - Falou o mesmo voltando a se levantar e me olhando com furia, apenas ergui os ombros para o mesmo. - Bem... Isso foi por falar coisas maldosas para Emily - Falei e em seguida olhei  ao redor reparando que so tinha apenas nós dois ali.

Voltei a olhar para o mesmo e logo sorri para ele. - Mudando de assunto, vou jogar quadribol com o James... Quer ser do meu time? - Perguntei para o mesmo que ainda estava confuso e logo respondeu.

Eu Belissimo - Marie - Nathalie - Benjamin - Emily


Thanks to Evil Queen
Monitor Lufa-Lufa
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa:: Lufa-lufa
Time: Nenhum

Chad F. Highmore

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por Ben H. Monreal em Ter 17 Jan 2017, 23:07

Convite

Ben lembrou-se vagamente do que falara para Emily mas nao entendera por que Chad viera tirar satisfaçoes com ele. - Mudando de assunto, vou jogar quadribol com o James... Quer ser do meu time? - Falou o mesmo e Ben apenas respirou fundo olhando para o loiro a sua frente e em seguida olhou para sua coruja e lhe entregou a carta destinada a seu pai e a viu voando para longe. Voltou seu olhar para Chad e lhe devolveu o soco quando o mesmo estava distraido e logo o mesmo caiu no chao.

- Pelo soco que me dera - Falou esticando a mao para o amigo caido ao chao que apenas segurou e se levantou olhando para Ben enquanto alisava seu queixo em silencio que agora deveria estar doendo. - Mudando de assunto... Aceito sim estar em seu time - Falou com um sorriso sarcastico e logo Chad falou algo.





Benjamin Monreal
Hood
 
Sonserina
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa::
Time: Tornados de Tutshill

Ben H. Monreal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por Chad F. Highmore em Qua 18 Jan 2017, 00:05

Back to Hogwarts
Would you let me lead you even when you're blind?
- Mudando de assunto... Aceito sim estar em seu time - Falou e eu nao pude deixar de sorrir, ele apenas estava sendo um papagaio imitando minha forma de lidar com a vida. Respirei fundo olhando para ele. - Ok entao... Só nao te bato de volta por que se nao ficariamos nessa ate sei la quando - Falei e o mesmo riu afirmando com a cabeça, dei dois passos para tras em direçao as escadas do corujal.

- Bem, vou indo, eu lhe aviso quando for o jogo - Falei e o mesmoa penas afirmou com a cabeça, acenei para o mesmo e dei as costas para ele descendo correndo as escadas em direçao a cozinha a procura de um gelo pois o menino tinha um punho forte e eu estava prestes a chorar feito um bebe.


Eu Belissimo - Marie - Nathalie - Benjamin - Emily


Thanks to Evil Queen
Monitor Lufa-Lufa
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa:: Lufa-lufa
Time: Nenhum

Chad F. Highmore

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O corujal de Hogwarts

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Novo Tópico   Responder ao tópico
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum