Postadores do Mês
Lufa-lufa
000
Grifinória
000
Corvinal
000
Sonserina
000
Últimos assuntos
» Registro do Espelho do Destino
Qua 19 Abr 2017, 12:11 por Petra Kim DiNozzo

» Produtos
Ter 28 Mar 2017, 21:13 por Petra Kim DiNozzo

» Interior da Floresta Negra
Qui 16 Mar 2017, 23:00 por Circe, o Basilisco

» Cela 32
Qui 16 Mar 2017, 22:40 por Robert S. Winchester

» Entrada de Azkaban
Qui 16 Mar 2017, 22:40 por Circe, o Basilisco

» Escritório
Qui 16 Mar 2017, 14:41 por Emily R. Watsgrint

» Campo de Quadribol
Seg 13 Mar 2017, 16:18 por Isabella F. Highmore

» Corredores do Quinto Andar
Dom 12 Mar 2017, 22:27 por Emily R. Watsgrint

» Pedidos do RPG
Dom 12 Mar 2017, 21:28 por James C. Armstrong

Conectar-se

Esqueci minha senha

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 42 em Ter 17 Jun 2014, 19:05
Parceiros 2/44

Departamento de Transportes Mágicos

 :: Mundo Bruxo :: Nivel 6

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Departamento de Transportes Mágicos

Mensagem por Albert M. McAlister em Sex 03 Jan 2014, 00:31



Departamento de Transportes Mágicos


Esse, com certeza, é o Departamento mais agitado do Ministério. Ao sair do elevador, o funcionário se depara com um enorme hall de entrada, de dimensões colossais e aparência rústica, com destaque especial para o lustre de cristais que brilhava no centro da sala redonda e para a gigantesca lareira de mármore branco que aquecia o local no lado oposto do hall. As paredes cinza escuro possuíam diversos retratos de funcionários que receberam mérito ao longo dos anos e o tom escuro contrastava com o chão de mármore branco brilhante e o teto do mesmo tom. Bruxos transitavam pelo local, competindo espaço com duendes, elfos e aviõezinhos de papéis que tentavam chegar aos seus destinatários. No hall principal, havia portas duplas de carvalho escuro e envelhecido e mais algumas portas simples adjacentes que eram bruscamente abertas a cada segundo por algum funcionário apressado. Atrás de cada uma dessas portas havia um sala de tamanho proporcional a necessidade do sub-departamento para o qual ela havia sido designada. Em ordem crescente, as maiores salas eram: escritórios pessoais dos funcionários, o escritório de portais, controle de vassouras, sala de descanso e reuniões e o Centro da Rede Flú. Os escritórios dos funcionários eram todos iguais, salas de porte médio, com uma janela comprida com vista para o átrio, lustre de velas, paredes de cor creme e chão e móveis de madeira, sendo que a escolha de apetrechos para decoração ficava a escolha do dono da sala. A sala dos portais era um pouco maior e com um ar mais arejado que os escritórios devido a enorme janela que ficava no lado leste, chaves de portais ilegais e apreendidas enchiam as prateleiras ao norte, junto com livros de transportes mágicos, biografias de inventores famosos e réplicas em miniaturas de vassouras encantadas. A escrivaninha de vidro e madeira escura dos funcionários que trabalham em conjunto na sala fazia um “L” ao centro e sobre ela pilhas enfeitiçadas de papel competiam espaço com os objetos trouxas que eram enfeitiçados para uso. O sub-departamento de controle de vassouras e licença de vôo era do tamanho do anterior, com outra disposição de móveis que deixava o local com um jeito mais moderno. A janela encantada, que ficava a oeste nesta sala, tinha sido enfeitada com vitrais azuis e verdes deixando o tom claro do piso com um aspecto mais vivo, não havia escrivaninhas, só uma pequena mesa de vidro e metal no canto direito para acomodar papéis, penas e tinteiros, o resto da sala era ocupado por vassouras e pessoas que, em fila, vinham tirar sua autorização para vôo. A quarta porta, era a preferida por todos, pois ali era a sala de descanso, para que os trabalhadores pudessem ter seu direito a descanso após horas de árduo trabalho da melhor maneira possível. Ela era bem parecida com o hall de entrada, os tons das paredes e do chão, além da enorme lareira eram os aspectos mais semelhantes. Poltronas creme, sofás em tom de marrom escuro e mesas circulares dispostas pela sala estavam sempre abarrotadas de gente aproveitando um bom café ou fofocando sobre a vida alheia. Na ocasião de reuniões, essa sala virava por magia um anfiteatro que acomodava todos os funcionários confortavelmente. No Centro da Rede de Flú existiam três grandes lareiras ao norte que tinham chamas que constantemente mudavam de cor, contrastando com o piso marfim e parede cinza-escuro. No centro da sala estavam colocadas muitas mesas de metal e tampo de vidro fosco com duas ou quatro cadeiras para pequenas reuniões entre as pessoas, na parede leste prateleiras de vidro e metal estavam cheias de livros, documentos, anúncios do ministério ou do sub-departamento para o alcance de todos. Na parede oposta, um quadro de avisos de cortiça encantado deixava amostra um grande mapa de Londres e do Mundo Bruxo com pontos brilhantes dourados que indicavam o local dos terminais de Flú que estavam em uso. O departamento contava com uma espécie de piso superior, não acessível pelo elevador nem contabilizado pelos andares do ministério e ele era todo dedicado a um só ambiente: O Salão de Testes de Aparatação. Amplo e bem iluminado, ele havia sido aperfeiçoado e protegido com magia para impedir que os alunos acabassem aparatando para outros locais erroneamente. Ali havia paredes cobertas com madeira, na parede ao sul da sala, os examinadores possuem mesas, nas quais eles registram as aprovações e desaprovações dos examinados.


Fantasma
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa:: Sonserina
Time: Harpias de Holyhead

Albert M. McAlister

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 :: Mundo Bruxo :: Nivel 6

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum