Postadores do Mês
James
1º Lugar
Jennifer
2º Lugar
Chad
3º Lugar
Ben
4º Lugar
Últimos assuntos
» Registro do Espelho do Destino
Qua 19 Abr 2017, 12:11 por Petra Kim DiNozzo

» Produtos
Ter 28 Mar 2017, 21:13 por Petra Kim DiNozzo

» Interior da Floresta Negra
Qui 16 Mar 2017, 23:00 por Circe, o Basilisco

» Cela 32
Qui 16 Mar 2017, 22:40 por Robert S. Winchester

» Entrada de Azkaban
Qui 16 Mar 2017, 22:40 por Circe, o Basilisco

» Escritório
Qui 16 Mar 2017, 14:41 por Emily R. Watsgrint

» Campo de Quadribol
Seg 13 Mar 2017, 16:18 por Isabella F. Highmore

» Corredores do Quinto Andar
Dom 12 Mar 2017, 22:27 por Emily R. Watsgrint

» Pedidos do RPG
Dom 12 Mar 2017, 21:28 por James C. Armstrong

Conectar-se

Esqueci minha senha

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 42 em Ter 17 Jun 2014, 19:05
Parceiros 2/44

O cemitério

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O cemitério

Mensagem por Alexia R. Watsgrint em Seg 12 Mar 2012, 17:53

O Cemitério



O Cemitério de Godric's Hollow é um local bastante amplo e principalmente pavoroso, fica próximo a igreja da vila. É bastante iluminado e com grama aparada, seus túmulos são muito bem cuidados pelos coveiros do bairro. Como o espaço é imenso, cabe várias lápides de variadas de formas. A entrada do cemitério consiste em um arco antigo de pedras.
Hogwarts Direção
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 78
Casa:: Corvinal
Time: Canhões de Chudley

Alexia R. Watsgrint
http://acciohogwarts.forumeiros.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O cemitério

Mensagem por Emily R. Watsgrint em Dom 08 Jun 2014, 21:35

Cemiterio de Godric's




Emily + Jessica + Robert + Jack + Marie + James



Emily abriu os olhos tossindo, já estava em Godric's Hollow, caminhou um pouco pelo bairro ate que encontrou o cemitério, era bem iluminado e cuidado, bem diferente do que imaginava. Passou por um arco antigo de pedra e fico ali em pé na grama. Estava bem frio, pensou na ideia ótima dos casacos.

- Onde será que estão? - Falou olhando para todos os cantos do bairro

Se passou uns minutos e mais alguém chegava ao seu encontro pareciam Jessica e Marie, esperou as duas chegarem mas perto, assim que chegaram ficaram ali esperando os meninos chegarem.







Emily Watsgrint
Robb
 
Monitora Corvinal
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 23
Casa:: Corvinal
Time: Tornados de Tutshill

Emily R. Watsgrint

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O cemitério

Mensagem por Marie R. Stonkovick em Seg 09 Jun 2014, 16:06


Rede de Flú

....................................Començando.....................................



Roupa:
Chegando a Godric’s, parei em frente a uma casa bem decorada por fora. Há alguns metros de mim vi Jéss, corri até ela para podermos ir ao cemitério.

O restante das casas eram escuras pareciam estar ressecando há anos e  a grande parte de madeira. Andamos de braços colados, eu estava com medo, o ruídos vinham de lugares que não se podia ver.

Chegamos ao cemitério e vimos alguém parado lá, provavelmente era Emily. Caminhamos até ela, e a mesma disse:

- Até que enfim. – disse abraçando a mim e a Jéss. – esse lugar é tenebroso a noite.

Sorri e me encostei no pequeno muro esperando os meninos chegarem. Não demorou muito e Jack apareceu. Logo em seguida James e por ultimo Robert, fazendo com que nós pudéssemos ir para casa de Enzo.


Legenda

Narração / Minha fala / Emily / Robert / James / Jéssica Hale  / outros


Última edição por Marie Stonkovick em Qui 12 Jun 2014, 17:33, editado 1 vez(es)



Just come to make me feel alive
- 15 - Come make a mess with me
Corvinal
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 14
Casa:: Corvinal
Time: Morcegos de Ballycaste

Marie R. Stonkovick

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O cemitério

Mensagem por Jéssica H. Blackmoon em Seg 09 Jun 2014, 22:14

Godrics Hollow
Com:Eu James Marie Robert Emily Jack ; humor: ansiosa; vestindo issoThanks Maay; From TPO



Apareci numa lareira escura, de uma casa de um estranho. Sem fazer barulho sai do local, limpando minhas vestes, estava tudo muito silencioso e escuro o que não costumava ser um bom sinal. Uma brisa gélida cortava o ar e apertei mais o casaco contra meu corpo. Olhei em direção as ruelas do local, tentando localizar o cemitério. De repente vi uma cabeleira loira vindo em minha direção: era Marie.

Nos juntamos e começamos a procurar pelo cemitério do vilarejo bruxo, Emily devia estar nos esperando.

- Até que enfim. – Disse a ruiva quando nos avistou, nos envolvendo em um abraço coletivo – esse lugar é tenebroso a noite.

Eu abafei uma risada e falei: - Não se preocupe, Ems, o reforço masculino já deve estar chegando.

Esperamos alguns minutos até que James e logo os demais garotos dessem o ar da graça, por fim nos reunimos todos.

- Vamos andando de uma vez ? - Incitou Marie, fazendo-nos começar a caminhar.

Enquanto íamos dobrando a ruazinha buscando a casa de Enzo eu disse ao grupo: - É melhor deixarem a varinha a mão, pessoal. Não sabemos o que vamos encontrar por lá. - Sugeri e todos assentiram. Tirei minha própria varinha do bolso do sobretudo. Respirei fundo: que Merlim estivesse conosco.





Última edição por Jéssica Hale Blackmoon em Qui 12 Jun 2014, 22:49, editado 2 vez(es)




Jéssica Hale L. Blackmoon
Cause I am a champion
and you're gonna hear me roar!

MONITORA :3 
Grifinória
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 1
Casa:: Grifinoria
Time: Harpias de Holyhead

Jéssica H. Blackmoon

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O cemitério

Mensagem por Candyce R. Watsgrint em Qua 11 Jun 2014, 11:02




Candyce{Candy}R. Watsgrint


Localização:Godrics Hollow x Com:Ems,Marie e Jéss



Apareço em um bar e vejo uns sequestradores, então me escondo e os vejo passarem, então aproveito esta chance e saio de lá.
Quando saio direciono meu olhar a uma ruiva de longe e então vi que era Ems na companhia de Jéss e Marie, então vou até elas. Quando chego Ems corre e me abraça e então digo:
-Não entrem no bar ouviu meninas! Elas me olham sem intender e então completo:-Há sequestradores lá, eu aparatei lá e tive que me esconder até passarem e eu poder sair e agora estou aqui. Digo e vejo elas assustadas, menos Marie e então digo:-Belas mechas Mari, e curti seu visual! Digo dando um sorriso e pegando minha varinha na mão e ficando ao lado delas, esperando os meninos chegarem!

Spoiler:

Minhas falas - Robert fala Fala James Fala Marie
Thanks Ross & Tiago @ CG



Mionet and Marauders
Fantasma
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 20
Casa:: Sonserina
Time: Morcegos de Ballycaste

Candyce R. Watsgrint

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O cemitério

Mensagem por James C. Armstrong em Qui 12 Jun 2014, 18:45

Cemiterio
James - Emily - Candyce - Marie - Nicholas- Robert - Pensamentos



Abri meus olhos e estava ao lado de uma casa bem velha e abandonada aparentemente. Estava ainda bem tonto, caminhei pelas ruas lentamente, esperando minha cabeça se ajeitar da viajem. Avistei uma enorme iluminacao no meio da cidade bem sombria, caminhei ate la, era o cemiterio, onde deviamos nos encontrar. As meninas todas estavam ali, ate Candyce.

- Achei que nao vinha! - Falei sorrindo

- Mudei de ideia! Nao perco uma aventura!

Olhei para Marie, ela estava lindo, soltei um sorriso e caminhei ate seu lado, ficando ali e esperando Robert e Jack chegarem, para enfim irmos para a casa de Enzo



[/color]



James Crawford Monreal Armstrong
People who make us happy, are never the people who we expect...
Corvinal
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 14
Casa:: Corvinal
Time: Tornados de Tutshill

James C. Armstrong

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O cemitério

Mensagem por Robert S. Winchester em Ter 17 Jun 2014, 17:52

Chegada em Godric's Hollow!
Eu apareci em meio a um beco, eu não sabia exatamente onde estava, sai do beco e comecei a andar pela cidade, procurando o cemitério, demorou mais do que esperava para encontra-lo, assim que encontrei comecei a andar na direção dele, tomei cuidado para que não me vissem entrando, avistei um pequeno grupo a frente, comecei a caminhar na direção deles, eu me aproximava quando Marie iniciou a conversa.
- Já podemos ir não é?
Ela disse e imediatamente puxou Jéssica com ela, todos os demais a seguiram, eu era o último daquele grupo, todos estavam em tratando de maneira diferente, aquilo me irritava, mas não era o momento para tocar naquele assunto, até porque eu sequer queria ter que tocar naquele assunto, explicações eram irritantes e demoradas.
Marie andava olhando as casas pela rua, eu estava distraído, apenas acompanhava o grupo, quando Marie parou abruptamente, acelerei e caminhei até ela.
- Marie você está bem?
- É aquela! – ela disse apontando uma casa – Aquela é a casa do Enzo.
- Como pode ter certeza?
Ela me encarou, estava nervosa.
- Ele tem uma erva, que nós queremos e que os comensais querem e de repente tem uma casa destruída! – quase sorri, Marie tinha passado longe da fila para receber educação – É aquela.
Decidi ignorar ela e caminhar na direção da casa, observava a ruas e ao redor da casa, se Marie estava certa era bem provável de ainda ter comensais por perto, paramos para nos reagrupar praticamente a porta da casa, assim que nos juntamos novamente entramos na casa.


Narração ɸ ɸ ɸ Robert S. Winchester ɸ ɸ ɸ Marie Stonkovick

Com:

Emily M. Watsgrint ɸ ɸ ɸ Marie Stonkovick ɸ ɸ ɸ Candyce R. Watsgrint ɸ ɸ ɸ James C. Armstrong ɸ ɸ ɸ Jack Aslan ɸ ɸ ɸ Jéssica Hale Blackmoon





ɸ Slytherin ɸ

Robert S. Winchester
Monitor Sonserina
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 26
Casa:: Sonserina
Time: Morcegos de Ballycaste

Robert S. Winchester

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O cemitério

Mensagem por Zackary Duchanne em Seg 03 Out 2016, 23:46

Visita


Desaparatei no meio da rua em frente ao cemitério, pretendia fazer a visita que adiava a semanas, era difícil ter que fazer aquilo. Reforçar a memória de sua mãe e mostrar para mim mesmo que ela não voltaria mais. Godric’s Hollow não mudara quase nada desde que morei aqui maior parte da minha vida com minha mãe e irmão. – Lumus. – a luz fraca iluminou seu caminho. Relembrava cada momento feliz e triste que passara naquele local enquanto caminhava por entre os vários túmulos, alguns conhecidos. Finalmente chegara ao túmulo de minha mãe. Uma lágrima escorreu pelo meu rosto enquanto colocava as flores amarelas em seu túmulo. A noite acabara de ficar mais nostálgica quando ouvi o sino que tocava, até hoje ainda não entendia o porquê.

Sentou em frente ao túmulo e tirou o casaco, não estava uma noite muito fria. – Oi mãe... – disse colocando o casaco sobre meu colo apoiando meus braços sobre o mesmo. – Eu adiei essa visita o máximo que consegui – entristeceu quase começando a chorar. Respirou fundo – Ver todas aquelas mortes na batalha de Hogwarts foi demais pra mim... desde aquele dia não voltei mais ao castelo, nem sei mais se eu tenho meu emprego lá! – um sorriso inesperado surgiu em seu rosto – Mas eu estou aqui para dizer que ele está pagando pelo que fez! Ele está agora onde merece em Azkaban! – algumas pessoas começaram a gritar pela rua, pareciam estar bêbadas. E um casal adentrou o cemitério, estavam com um bebê que começou a chorar desviando minha atenção da "conversa".

- Eu pretendo fazer uma visita a ele... – sorriu – Sei o que você diria se estivesse aqui -  nem penar garoto estúpido!’’. Imaginou ela falando isso e fazendo a mesma expressão brava de sempre. Mais aliviado agora que tinha conseguido fazer essa visita ele só tinha mais uma coisa a fazer, visitar, ou melhor, deleitar da situação do assassino de sua mãe. Me agachei e coloquei a mão sobre o túmulo – Foi bom te ver. – levantou-se deu uma olhada no casal com o bebê que agora não chorava mais. Mas seus pais sim. – Nox. - A luz se apagou então aparatei do local.


Zackary Pensamento outros
Professor Feitiços
avatar

Perfil Escolar
Nivel de Experiencia: 78
Casa:: Sonserina
Time: Morcegos de Ballycaste

Zackary Duchanne

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O cemitério

Mensagem por Oliver S. Winchester em Ter 22 Nov 2016, 09:50

Tortura

E
star naquela mansão velha, caíndo aos pedaços em meio à todas aquelas árvores, com um pântano mal cheiroso a minha frente apenas me irritava. As grades que cercavam o local estavam já enferrujadas pelo tempo, o capim já na metade destas fazia com que o lugar fosse um bon appetit aos animais rastejantes e peçonhentos que viviam por ali e, embora aquele fosse o melhor dos esconderijos, eu simplesmente não conseguia entender como aquele que deveria ser o próximo Lord das Trevas Ainda me escondia ali.

Avistei alguns corvos voarem ao longe, apenas fechei a cara, aquele maldito Lord Antony Darliguv me obrigara a ficar escondido, a viver em meio as sombras, mas agora aquele verme morrera e nada me impediria de tomar o que era meu por direito. Claro, ainda tinha aquele pequeno inseto, não, um Salazar Winchester nunca era meramente um inseto, mas era claro que meu irmãozinho não chegava aos meus pés. Com um singelo sorriso no rosto aparatei dali, aparecendo no cemitério de Godric’s Hollow, um local de fácil acesso, ótimo para deixar um ou outro corpo que eu queria que fosse encontrado.

Assim que aparatei sorri e me aproximei do homem pregado na árvore, seus olhos fechados aceitavam a morte de bom grado, o encarei com desprezo, depois dei um chute em seu corpo para que o mesmo abrisse os olhos. Olhei para os lados, embora fosse madrugada, aquele era um local absurdamente aberto, de modo que estar ali, fazendo aquilo, poderia atrair curiosos, e eu queria conversar com o Comensal, de modo que odiaria ser atrapalhado naquele momento.

- Fergus não é mesmo? – sorri, eu estava amando aquele olhar suplicante do Comensal – Você me contou coisas interessantes Fergus... Descobrir que Darliguv morreu e descobrir que um garoto. – meu irmão – O matou é realmente uma coisa interessante! – encarei o bruxo – Diga-me onde estão escondidos que eu permito que tenha uma morte rápida Fergus.

- Vai pro inferno!

- Não seja tolo, quer mesmo continuar aí? Amarrado, torturado, com dedos faltando? Conte-me onde seus amigos estão escondidos Fergus! - respirei fundo e pude notar o velho balbuciar algumas palavras. Abaixei um pouco perto dele - Diga de novo!

-Eu disse... Idiota!

Fergus resmungou e cuspiu em meus sapatos pretos lustrados. Por impulso chutei seu rosto arrancando um pouco de sangue de sua boca.

- VELHO MALDITO! CRUCIO... CRUCIO... CRUCIO! - o velho Comensal agonizou e gemeu mais uma vez. Respirei fundo e voltei a chutá-lo, desta vez em seu estômago e um pouco mais de sangue saiu da boca dele - Veja Fergus... Eu tenho uma proposta pra te fazer, me conte o que sabe sobre o esconderijo dos Comensais para que eu possa ir lá e matar o Robert pessoalmente e eu te mato sem tortura-lo! – o Comensal apenas sorriu, respirei fundo e apontei a varinha para cima – Então tenha uma boa vida em Askaban... Periculum!

Arrumei o cabelo que havia desarrumado um pouco com o meu pequeno showzinho e sorri.

- Robert já está acabado Fergus... Não importa quem eu tenha que destruir eu terei o que é meu!

Sorri e aparatei dali, deixando o Comensal pregado junto as arvores, como um presente para o tão incompetente Ministro.


♦ • ♦ • ♦


EuFergus

Lord das Trevas
avatar

Oliver S. Winchester

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O cemitério

Mensagem por Daniel Walker em Qui 24 Nov 2016, 07:46



Comensal Capturado

Acordo bem cedo e caminhei até o banheiro, precisava de um banho antes de iniciar minha jornada de trabalho. Respirei fundo enquanto tomava banho e me arrumava, depois de pronto e com o café a manhã tomado, sai de casa.
Estava destinado a fazer uma ronda por alguns locais, como não tinha uma tarefa especifica foi-me designado que fizesse rondas para ver se encontrava uma ou outra coisa errada, respirei fundo e iniciei meu dia.
O primeiro lugar que devido or foi para Hogsmeade, cheguei à cidade por volta das seis horas da manhã, durante minhas rondas não notei nada fora do normal. Uma criança, que aparentava ter lá seus sete anos de idade, acidentalmente se perdeu da mãe, auxiliei a garota em sua busca, ao fim tudo terminou bem.
Dani resolvi aparatar para o Beco Diagonal, como não conhecia os locais bruxos Inglaterra escolhi realizar minhas roubada passam não por ele. Segui por cada beco da cidade atentamente, anotando cada detalhe que me parecia digno de ser investigado. Um grupo de homens com idade média passou por mim, tive alguns motivos para suspeitar do bando que ao me notarem cruzando o caminho, estes me encaravam de tal forma que fiquei inclinado a persegui-los antes de tentar uma abordagem. Segui o grupo até uma estalagem tomando cuidado para que não notassem minha presença e adentrei logo atrás, eles se juntaram em algumas mesas ao fundo do salão, e começaram a comemorar, eles conversavam sobre as férias que conseguiram do serviço, até que notei que a carteira de um dos membros continha um brasão estampado, reconheci o símbolo como sendo de uma pequena empresa que tem sua sede aqui mesmo no beco diagonal.
Já anoitecia quando cheguei em Godric's Hollow. A noite de Godric’s Hollow se mostrou calma, poucas pessoas nas ruas, e o pouco movimento se perdeu totalmente com o inicio da noite, resolvi seguir pela cidade observando que achava importante observar, estava aproveitando as rondas para memorizar os pontos importantes e cada lugar.
Um clarão surgiu no céu, reconheci imediatamente o feitiço, corri para o lugar onde o feitiço havia vindo, assim que avistei o cemitério algo chamou atenção, um corpo, de um homem meia idade, estava preso a uma árvore, correu na direção do senhor, notavelmente ferido, assim que me aproximei o reconheci, ele era um antigos seguidores do último Lord.
Imediatamente envio um sinal ao ministério, aquilo era um assunto que apenas alguém da área podia cuidar. Não demorou muito para que o comandante aparatasse ali – Senhor, eu o encontrei desta maneira... Acredito que o ministério tenha um procedimento diferenciado ao encontrar algum Comensal vivo... Deste modo, como devemos proceder? - Respirei fundo e fiquei em silencio, aguardando que o comandante se pronunciasse a respeito do que ocorria ali.

Narração ▲▼ Daniel ▲▼ Vladmir ▲▼ Pensamentos
Ministerio Auror

Daniel Walker

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O cemitério

Mensagem por Vladmir Von Hood em Qui 24 Nov 2016, 15:45

Trabalho
Estava sentado a minha mesa quando a bola de cristal sobre a mesa ficou com um tom avermelhado eu soube na hora que era um chamado de outro Auror. Toquei levemente a varinha na bola que revelou o endereço. Me levantei abrindo de leve meu blazer e aparei de minha sala mesmo.

– Senhor, eu o encontrei desta maneira... Acredito que o ministério tenha um procedimento diferenciado ao encontrar algum Comensal vivo... Deste modo, como devemos proceder? - Olhei rapidamente para o comensal, era um que estava sendo procurado a anos pelo ministerio, Fergus, conhecido por seguir o antigo Lorde das Trevas. Soltei um sorriso de orgulho olhando para o jovem auror ao meu lado. - Pelo jeito o senhor mostrou a que veio senhor Daniel - Falei dando um leve tapa em suas costas de orgulho em seguida me aproximei do comensal.

- Senhor Fergus.... Sabe que o ministerio esta a sua procura a um tempinho certo?
- Falei e o mesmo tentou se soltar daquilo que lhe prendia. Toquei levemente nas correntes e sorri, agradecia mentalmente quem nos dera esse presente. - Daniel... Leve este comensal a Askaban, ele ficara lá esperando a data de seu julgamento no supremo tribunal bruxo. - Falei me afastando do mesmo e me aproximando do jovem auror a minha frente.

- Avisarei ao Ministro que o mesmo tem que marcar uma audiência para a condenação deste mesmo - Falei me dirigindo a Fergus que estava agora com ódio pois sabia que iria para Askaban depois de anos fugindo. Respirei fundo e olhei para Daniel mais uma vez - Alguma pergunta antes de leva-lo?



Ministerio Auror Chefe
avatar

Vladmir Von Hood

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O cemitério

Mensagem por Daniel Walker em Ter 29 Nov 2016, 09:33



Comensal Capturado

- Pelo jeito o senhor mostrou a que veio senhor Daniel!
As palavras do meu comandante me fizeram encará-lo, depois ele foi até o comensal, passei a olhar ao redor ara ver se encontrava algum vestígio do que tinha ocorrido ali, mas aquilo se mostrou inútil. Encarei meu chefe, embora aquilo fosse alavancar minha carreira seria errado levar os créditos por tal prisão, me endireitei e respirei fundo, eu seria um Auror grandioso, fosse em qual pais fosse, mas não queria que fosse a base de mentiras - Não fora eu quem o deixara assim senhor! - meu comandante me encarou sem entender - Eu o encontrara já desta maneira! Aparentemente alguém o deixou assim para que o encontrássemos! - Sem dizer mais nada apenas me afastei, com a ajuda de alguns outros Aurores retirei Fergus da árvore, depois pedi que enviassem um alerta ao Mungus para que algum Medibruxo fosse a Askaban para examinar os ferimentos do comensal.
Depois aparatei para o MInistério, realizaria ali aos preparativos para o transporte do Comensal parta Askaban, para que não houvesse nenhum tipo de impedimento.

Narração ▲▼ Daniel ▲▼ Vladmir ▲▼ Pensamentos
Ministerio Auror

Daniel Walker

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O cemitério

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum